Depois de no início deste ano, a Argo ter incorporado o seu sistema de condução autónoma num concept da Volkswagen em ensaios realizados na Pensilvânia (EUA), será agora a fase dos primeiros protótipos autónomos baseados no futuro ID. Buzz da Volkswagen efetuarem testes dinâmicos neste verão, num percurso nos arredores de Munique.

“Trata-se de um marco na colaboração entre a Argo, que está a implementar a tecnologia de condução autónoma do Nível 4, e a Volkswagen Veículos Comerciais”, refere a VW.

De acordo com o Grupo VW, os veículos comerciais ligeiros são a primeira categoria de veículos a utilizar o transporte autónomo de pessoas e mercadorias.

“O nosso objetivo com a versão autónoma do ID. Buzz é facilitar a implantação comercial de serviços de transporte e entrega a partir de 2025”, destacou o diretor de divisão Christian Senger durante uma conferência de imprensa online que acrescenta: “Em algumas cidades, os clientes poderão ter um veículo autónomo para levá-los ao seu destino. A entrega de mercadorias também será muito mais fácil utilizando o nosso serviço de condução autónoma”.

Para a integração da tecnologia nesta versão do ID. 100% elétrico, o Buzz AD, a Volkswagen Veículos Comerciais estabeleceu uma cooperação com a americana Argo AI – empresa especializada em plataformas de software para condução autónoma.

O fundador e CEO da Argo, Bryan Salesky, avança que “perto do nosso centro europeu de engenharia e desenvolvimento, estamos a realizar ensaios para a criação de uma pista de testes próxima do aeroporto de Munique, utilizando a nossa ampla experiência, anteriormente aplicada em seis diferentes cidades dos EUA, mas agora para condições específicas do tráfego europeu”.

Os veículos comerciais da Volkswagen e a tecnologia da Argo AI utilizam uma combinação de sensores – incluindo o sensor Lidar, radar e câmaras – essencial para uma capacidade segura de condução autónoma.

A Argo AI revelou recentemente o seu novo sensor Lidar, apelidado de Argo Lidar, que permite visualizar e detetar os mais difíceis objetos até 400 metros de distância.

Entre as melhorias trazidas por este sensor estão a capacidade de detetar objetos com baixos níveis de reflexo (menos de 1% de luz), mesmo de noite, e a capacidade de fornecer imagens realistas do ambiente circundante.

Para o desenvolvimento do ID. de condução autónoma, o Buzz AD, a Volkswagen Veículos Comerciais utiliza o novo sensor Lidar, o Argo Lidar, que permite visualizar objetos a uma distância até 400 metros

A condução autónoma é uma prioridade estratégica da Volkswagen Veículos Comerciais.

O sistema é igualmente capaz de lidar com transições repentinas no nível de luz, como quando se entra ou sai de um túnel, ou com um pequeno animal se atravessa no caminho.

O avanço tecnológico é possível devido à utilização do sensor Geiger-mode, alegadamente capaz de detetar fotões únicos de luz em articulação com uma operação de comprimento de onda de luz mais elevada, de 1400 nanómetros.

O CEO da Argo AI, Bryan Salesky, destaca que este sistema “leva-nos para um novo nível de condução autónoma, desbloqueando a nossa capacidade quer no que toca a serviços de entregas, quer no que toca a boleias. Esta tecnologia será integrada no sistema de condução autónoma dos protótipos da Volkswagen Veículos Comerciais de condução autónoma”.

O que é a condução autónoma de nível 4?

Em termos genéricos, a condução autónoma de nível 4 é aquela em que o carro terá total autonomia. Porém, o condutor deve estar habilitado para conduzir, podendo assumir a condução em partes específicas do traçado, se necessário.

Neste nível, os sensores e câmaras fornecem uma informação ainda mais precisa, com uma leitura dos dados em tempo real da área em que se encontra o veículo.

Condução autónoma no transporte de pessoas

No âmbito desta parceria entre a VW e a Argo, existem também planos concretos para o uso comercial da futura tecnologia para empresas de transporte de pessoas.

A MOIA, subsidiária do Grupo Volkswagen, irá tornar-se, em 2025, no primeiro cliente do ID. com condução autónoma, o Buzz AD.

“A MOIA possui vasta experiência na área da mobilidade e gestão de frotas. Em pouco tempo, criámos o maior serviço europeu de transporte partilhado de pessoas, utilizando viaturas totalmente elétricas, e proporcionamos mobilidade a milhões de passageiros. Modernizaremos a nossa oferta com a cooperação entre a Volkswagen Veículos Comerciais e a Argo AI. Hamburgo será a primeira cidade a oferecer um serviço autónomo de transporte partilhado com o ID. Buzz AD”, disse o diretor Robert Henrich.

A MOIA é o maior fornecedor na área de partilha de veículos em Hamburgo, empregando, atualmente, 1200 pessoas.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of