Esta semana tem início a campanha europeia “NonHazCity Plastic Diet / Dieta sem plásticos – o impacto do plástico na nossa saúde”.

A iniciativa pretende informar e sugerir dicas e propostas de ação para reduzir a presença de plásticos no nosso dia, em particular daqueles que podem interferir com a nossa saúde.

Em Portugal, a associação Zero associa-se à campanha que será dinamizada nas redes sociais durante seis semanas.

“Esta campanha pretende impulsionar a mudança de comportamentos de consumo com o objetivo de reduzir as emissões de substâncias perigosas de produtos. Trata-se de produtos que compramos e usamos no dia-a-dia, tais como roupas, brinquedos, utensílios de desporto, acessórios e materiais que contactam com os alimentos”, explica a Zero.

“Iremos desafiar os consumidores a testar os seus conhecimentos através de pequenos inquéritos e a fazer uma avaliação da sua casa”, refere a Zero.

A campanha “Dieta sem plásticos” não se foca apenas na necessidade de reduzir as quantidades de plástico, mas olha mais especificamente para a composição dos diferentes materiais, em que tipos de produtos os encontramos e quais podem ser as alternativas mais seguras.

A campanha integrará também o apelo ao uso da aplicação Scan4chem (que está disponível em português e foi desenvolvida pelo Projeto LIFE AskREACH) que permite aos consumidores solicitar informações aos fabricantes sobre a presença de substâncias perigosas presentes nos seus produtos.

O Projeto LIFE AskREACH foi pensado para promover o conhecimento dos cidadãos sobre os seus direitos à informação sobre a presença de substâncias de suscitam elevada preocupação nos artigos que compram. Para facilitar este processo foi criada uma App, a Scan4Chem, que facilita a comunicação entre os consumidores e as empresas e permite uma decisão mais informada por parte dos consumidores.

A Scan4Chem está disponível nas lojas da Google e da Apple.

“Quantas mais pessoas solicitarem informações aos fabricantes e retalhistas, maior será a pressão que sentirão para disponibilizar essas informações e produzir bens sem substâncias perigosas”, afirmam os ecologistas.

A campanha “Dieta sem plásticos”, que decorrerá até 13 de junho, é um evento integrado na Green Week da UE e envolve Alemanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Letónia, Lituânia, Polónia, Portugal, Sérvia, Suécia e Rússia.

Plásticos: prejuízo para o ambiente e para a saúde

Alguns dos produtos de plástico que usamos podem prejudicar o ambiente, mas também a nossa saúde – especialmente a saúde dos mais novos.

Muitos plásticos resultam da mistura de polímeros obtidos de combustíveis fósseis com um conjunto variado de aditivos.

Os aditivos são usados para que o plástico assuma determinadas propriedades; ser mais flexível, mais resistente aos raios UV ou resistente ao fogo, entre outras características.

Quando estes aditivos se libertam dos produtos em que foram usados, podem ter efeitos cancerígenos ou podem interferir com o nosso sistema hormonal, por exemplo.

Podem entrar no nosso corpo através da pele, da respiração e dos alimentos que ingerimos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of