A fábrica da Seat em Martorell, Barcelona, continua a trabalhar no desenvolvimento e aplicação de ferramentas e soluções digitais para se tornar uma fábrica 4.0, ou seja, mais inteligente, digitalizada e conectada.

Como parte deste objetivo, a empresa incorporou dois robôs móveis autónomos que se adaptam às necessidades dos empregados para os ajudar em tarefas como o transporte de peças.

Estes robôs, denominados EffiBOT, visam adaptar-se aos processos de produção e gerir recursos e comunicação entre as diferentes áreas da empresa de forma mais eficiente.

Robôs a colaborar com pessoas

“Os robôs móveis autónomos são um exemplo claro de como os robôs podem colaborar com os empregados para facilitar o seu trabalho. A sua incorporação contribui para impulsionar a indústria 4.0 e para ser mais eficiente, flexível, ágil e competitiva”, afirma Herbert Steiner, Vice-Presidente de Produção e Logística da Seat.

Até 250 kg de peso

O EffiBOT é um robô desenvolvido pela empresa francesa Effidence, com a qual a Seat colaborou para adaptar o seu funcionamento aos processos da fábrica de Martorell. Com base numa leitura constante de 360º, é capaz de seguir a pessoa que tocou no seu ecrã tátil à medida que esta se desloca pela fábrica, sem a necessidade de transportar qualquer dispositivo e mesmo que se depare com outra pessoa ou objeto no seu caminho. O EffiBOT ajuda os empregados, entre outras tarefas, a evitar cargas pesadas, pois pode transportar todo o tipo de materiais necessários para a montagem de carros até 250 quilos de carga e 500 quilos de arrasto.

A empresa incorporou dois EffiBOTs na fase experimental e poderá expandir o número destes robôs no futuro. Ao contrário dos denominados AGV (automated guided vehicles, em inglês), que requerem uma via para funcionar corretamente, os robôs móveis autónomos (AMR, em inglês de Autonomous Mobile Robot) como o EffiBOT são capazes de reconhecer o seu ambiente, a fim de estabelecer o seu próprio percurso até ao ponto definido e evitar obstáculos ao longo do caminho.

Letras de Ibiza e Arona colocadas por robôs

Juntamente com os EffiBOTs, e como exemplo da transformação de Martorell numa smart factory, a fábrica tem atualmente cerca de 20 robôs colaborativos nas áreas de montagem como os “cobots”, que são responsáveis por colocar as letras nos modelos Ibiza e Arona.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of