Pagamentos ocasionais, sem contrato, para carregar elétricos? Duas App portuguesas já fazem isso

Funcionalidade de carregamento ad hoc das App miio Pay e Evio não pressupõem cartões físicos ou contratos com um CEME. Saiba como funcionam.

0
494
App

Esta semana o mercado ganhou duas App, criadas por empresas diferentes, ambas start-ups portuguesas, que permitem aos utilizadores dos veículos elétricos fazerem o chamado carregamento ad hoc, ou seja, um carregamento sem precisarem de ter um contrato com um CEME (Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica).

Quais são essas App?

As App em questão são a miio Pay; e a Evio.

Miio Pay: como funciona

Após o lançamento da opção de carregamento de um veículo elétrico na rede nacional de forma completamente digital (ver artigo aqui), a miio, empresa portuguesa na área da mobilidade elétrica, anunciou o lançamento do miio Pay, funcionalidade que permite a realização do pagamento no ato de carregamento do veículo elétrico em toda a rede pública.

A nova funcionalidade permite que o condutor possa pagar o carregamento do seu veículo em qualquer um dos mais de 2000 postos da rede pública existentes, no mesmo momento em que carrega o veículo elétrico.

 App da miio

A aplicação miio pode ser gratuitamente descarregada na Play Store, Apple Store ou versão Web.

Anteriormente, o pagamento dos carregamentos era feito uma vez por mês.

O funcionamento do miio Pay é semelhante ao do abastecimento de um veículo a combustão, não requerendo a existência de um contrato ou adesão a um serviço de um CEME (Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica) ou mesmo a existência de um cartão físico de carregamento.

O utilizador necessita apenas de aceder à aplicação miio, indicar qual o valor que pretende carregar, efetuar o pagamento e iniciar a sua sessão de carregamento.

Para Daniela Simões, CEO da miio, App lançada em maio de 2019, “a miio Pay é mais um passo decisivo para proporcionar maior conveniência aos utilizadores de veículos elétricos. Quer se trate de um utilizador regular ou pontual, como um turista estrangeiro, com esta nova funcionalidade não existem contratos, cartões físicos ou compromissos de adesão a um comercializador. A nossa principal preocupação continua a ser a simplificação da transição de um veículo a combustão para um veículo elétrico: da mesma forma que um utilizador de um veículo a combustão vai a um posto abastecer o seu carro e paga no momento, com o miio Pay o mesmo é agora possível para os utilizadores de veículos elétricos”.

A funcionalidade miio pay está já disponível para utilizadores beta e, passará a estar disponível para o público em geral no dia 30 de abril de 2021.

A aplicação miio disponibiliza aos utilizadores de veículos elétricos informações essenciais para que estes possam viajar em tranquilidade, informando sobre onde se encontram os postos de carregamento, qual a sua potência, se estão disponíveis e funcionais, qual o preço, entre muitas outras informações.

O utilizador pode ser notificado sobre quando se encontra disponível o posto que pretende utilizar, comparar preços, saber o estado atual e futuro da rede nacional e planear rotas.

Este desenvolvimento da App miio levou o Watts On a colocar quatro questões de resposta rápida a Daniela Simões, co-fundadora da empresa que desenvolveu a aplicação:

No registo que um utilizador faz, não é preciso estar associado a um CEME (ou indicar um CEME)?
Daniela Simões:
Não, é precisamente isso que indica um carregamento ad hoc: a não obrigação de ter um contrato com um CEME.

► Como é que é desbloqueado o posto para se proceder ao carregamento (há algum código que se insere; há algum QR Code)?Daniela Simões: É através da aplicação; estando junto ao posto é só clicar “carregar” e ligar os cabos. Não é necessário ler nada, nem inserir nada.

► O pagamento é feito de que modo? A app está associada a um cartão bancário?
Daniela Simões: O pagamento pode ser efetuado por MBWay, Cartão de Crédito ou débito direto, em regime pré ou pós-pagamento.

► Todos os postos de acesso público funcionam com a app da miio?Daniela Simões: Sim.

Evio: como funciona?

A Evio, Electrical Mobility, start-up com sede em Matosinhos, acaba de lançar uma aplicação para telemóvel que permite aos utilizadores de veículos elétricos efetuarem carregamentos Ad Hoc em qualquer posto da rede Mobi.e, sem que haja necessidade de efetuar um contrato com um CEME. A app Evio elimina também a necessidade de um cartão físico para proceder ao carregamento.

Com esta nova funcionalidade, já é possível, por exemplo, a um turista ou um cidadão que pretenda efetuar carregamentos na hora na rede Mobi.e fazê-lo instantaneamente, sem ter de esperar que lhe seja enviado um contrato para assinar e ter de o devolver acompanhado de uma autorização de débito na sua conta bancária, e depois ainda aguardar pelo envio de um cartão físico.

Um turista ou um cidadão sem contrato com um CEME pode agora fazer um carregamento na hora na rede Mobi.e 

O processo é muito simples: basta fazer download da App, adicionar um dos vários meios de pagamento disponíveis e efetuar o carregamento.

Os responsáveis da Evio destacam as funcionalidades da sua App:

  • efetuar carregamento Ad Hoc na rede Mobi.e;
  • simular o custo final de um carregamento em qualquer posto de carregamento e consultar o respetivo detalhe das componentes de tarifário;
  • através de um comparador, selecionar vários postos de carregamento e comparar os respetivos tarifários e custo total de um carregamento independentemente das métricas de faturação dos mesmos;
  • consultar os pontos de interesse que se encontram junto de um posto de carregamento (já pode escolher onde carregar enquanto faz compras ou faz uma refeição);
  • efetuar um planeamento de rota de forma inteligente, tendo em consideração a carga da bateria, a capacidade de carga, o veículo e os postos de carregamento disponíveis no percurso.

A nova aplicação possibilita ainda aos utilizadores consultarem o seu consumo de forma agregada e detalhada, independentemente do local onde carregam, seja no trabalho, em casa ou na rua, desde que os postos estejam ligados à rede Mobi.e.

A aplicação Evio pode ser gratuitamente descarregada na Play Store e na Apple Store.

“A Evio irá continuar a inovar e a apresentar soluções disruptivas no setor da mobilidade elétrica, conforme previsto no seu roadmap e processo de expansão internacional. Prova disso é a recente aposta da União Europeia em entrar como acionista na empresa através do EIT Urban Mobility”, afirma Carlos Almeida presidente da Evio.

Luís Barroso, presidente da Mobi.e, felicita a Evio por este lançamento e afirma “os esforços que a Mobi.e tem vindo a desenvolver em conjunto com os agentes de mercado vão no sentido de tornar a rede Mobi.e cada vez mais apelativa e com soluções simples e fáceis de usar por todos os utilizadores. Esta nova funcionalidade vem colmatar uma necessidade do mercado que afetava essencialmente utilizadores esporádicos de veículos elétricos, como turistas e estrangeiros”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of