A nova geração do Peugeot 308 recentemente revelada – e que estreia o novo logotipo da Peugeot – irá incluir, para além de duas inéditas versões híbridas plug-in (Hybrid 225 e-EAT8 e Hybrid 180 e-EAT8), uma unidade 100% elétrica.

A informação do modelo BEV foi avançada à Autocar por Jérôme Micheron, responsável de produto da Peugeot.

Desse Peugeot e-308 quase nada se sabe, com Micheron a afirmar que o construtor ainda não decidiu em qual plataforma esse seu novo EV será feito, já que no seio do Grupo Stellantis há várias hipóteses que podem ser escolhidas, designadamente a e-VMP vocacionada para veículos médios e grandes, incluindo SUV.

No entanto, tendo em conta que a terceira geração do hatchback assenta na base EMP2 (a mesmo do e-208, Corsa-e e Opel Mokka-e), não é de estranhar que esse chassis (apesar de não ser específico para EV)  possa dar forma à versão BEV do 308.

Jérôme Micheron não adiantou igualmente datas para o lançamento do e-308, referindo que a Peugeot pretende “dar o passo certo na hora certa”.

2023 é ano possível

Estimamos, ainda assim, 2023 como uma data possível a chegada do modelo.

Dito isto e considerando que a sua introdução ocorre apenas daqui a dois anos, o Peugeot e-308 poderá apresentar prestações melhores do que as que o seu “primo” Citroën ë-C4 presentemente oferece, fruto da evolução tecnológica: bateria de 50 kWh, motor de 136 cv de potência e autonomia de 350 km.

Dentro do Grupo Stellantis e no segmento do 308, é também quase certo que a Opel deverá eletrificar o Astra.

Os próximos tempos deverão, por isso, trazer mais informações sobre estes novos elétricos.

O e-308 terá como concorrente o Volkswagen ID.3.

Duas versões PHEV no novo Peugeot 308

Relativamente às duas motorizações Plug-in no novo 308, a vender a partir do segundo semestre de 2021, elas são compostas por:

Hybrid 225 e-EAT8: 2 rodas motrizes; associação de um motor PureTech de 180 cv (132 kW) e um motor elétrico de 81 kW acoplado à caixa e-EAT8; emissões de 26 g de C02 por km e uma autonomia 100% elétrica máxima de 59 km (de acordo com o protocolo WLTP, com homologação em curso);

Hybrid 180 e-EAT8: 2 rodas motrizes; associação de um motor PureTech de 150 cv (110 kW) e um motor elétrico de 81 kW acoplado à caixa e-EAT8; emissões de 25 g de C02 por km e uma autonomia 100% elétrica máxima de 60 km (de acordo com o protocolo WLTP, com homologação em curso).

A bateria de iões de lítio tem uma capacidade de 12,4 kWh.

Mais informações sobre todos os automóveis elétricos e híbridos plug in na nossa secção de mercado.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of