A Kia anunciou uma atualização da sua estratégia de ação futura “Plano S”, no decorrer do “2021 CEO Investor Day”, realizado digitalmente a partir de Seul.

A atualização da calendarização a médio/longo prazo foi apresentada por Ho Sung Song, Presidente e CEO da Kia Corporation: “A Kia está a renascer em 2021, com um novo logótipo, um novo design e uma nova designação empresarial”, referiu o Presidente Song. “A Kia vai transformar-se numa marca que entusiasma e inspira os clientes com experiências de mobilidade inovadoras”.

Transição para eletrificados

A “transformação da Kia” direciona a empresa para um portefólio de negócios mais amplo, visando redefinir todo o ecossistema da mobilidade, começando com a transição dos grupos motopropulsores com motor de combustão interna (ICE) para os eletrificados.

Assim, a renovada estratégia “Plano S” assenta em três pilares principais: impulsionar a transição para os veículos elétricos (EV), reforçar o negócio de veículos para fins específicos (Purpose Built Vehicles – PBV) e expandir os serviços de mobilidade do futuro.

Impulsionar a transição para EV

Em 2030, os automóveis amigos do ambiente, tais como os EV, os HEV e os PHEV, serão responsáveis por 40% da totalidade das vendas da Kia, que terá um objetivo de vendas anual de 1,6 milhões de unidades.

“Neste contexto, a Kia pretende aumentar as vendas de EV para as 880.000 unidades até 2030 e tornar-se uma marca líder mundial”, refere o construtor.

Começando com o lançamento do seu primeiro EV com plataforma específica, que acontecerá no decurso do corrente ano, a Kia reforçará a sua gama de EV com 11 novos modelos até 2026 – sete EV dedicados, construídos a partir de uma plataforma especificamente concebida para este tipo de veículos, a Plataforma Modular Global Elétrica (E-GMP), e quatro baseados nas estruturas já utilizadas para os veículos com motor de combustão.

Segundo a marca, os EV com base na E-GMP pretendem estabelecer novos padrões de referência, designadamente na autonomia em modo 100% elétrico, funcionando como dispositivos inteligentes, beneficiando de uma maior aplicação dos serviços de Telemática de Navegação Áudio e Vídeo (AVNT), Over-the-Air (OtA) e Funcionalidades a Pedido (FoD).

Primeiro EV com plataforma específica na Kia

O primeiro EV com plataforma específica da Kia, que tem o nome de código CV, será apresentado com tecnologia HDA2 (Assistência à Condução em Autoestrada, Nível 2).

Durante o próximo mês serão revelados mais detalhes de produto e mais especificações de performance desse veículo com o nome de código CV.

Maior rentabilidade com elétricos

Com o lançamento do CV, espera-se que a Kia entre num novo nível de rentabilidade no que se refere aos EV.

Em 2025, a empresa conta alcançar uma rentabilidade semelhante à que é proporcionada atualmente pelos veículos com motor de combustão interna.

A Kia prevê ainda que a melhoria dos custos com os EV venha a ser continuamente reforçada através de economias de escala, devido à expansão do volume de EV e à diminuição dos custos com materiais, fruto do investimento em investigação e desenvolvimento.

A partir de 2023, os EV da Kia irão beneficiar do Piloto Automático para Autoestrada (HDP), um desenvolvimento crucial de condução autónoma de Nível 3.

Reforçar o negócio de veículos para fins específicos

Outra área de negócio que a Kia pretende desenvolver passa pela aposta nos veículos para fins específicos (Purpose Built Vehicles – PBV), o primeiro dos quais a revelar em 2022.

A empresa tem como objetivo conseguir atingir vendas na ordem do 1 milhão de unidades até 2030, para se tornar num dos líderes mundiais em matéria de PBV. Para este fim, a Kia irá desenvolver diversos veículos especializados, com base nas suas plataformas de “skateboard” específicas para este tipo de automóveis.

A Kia planeia expandir ainda mais o seu negócio de PBV através da inovação aberta, cooperando com outras empresas para desenvolver micro/grandes plataformas para os setores de entregas por veículos não tripulados e de comércio eletrónico. A companhia irá igualmente apresentar plataformas e tecnologias de bordo pequenas e altamente adaptáveis, dado que prevê um aumento da procura destes serviços à escala mundial.

Expandir os serviços de mobilidade do futuro

No domínio do business-to-consumer (B2C), a Kia irá expandir os serviços já existentes. Em Espanha, o seu serviço de car-sharing, Wibble, irá sofrer uma expansão com o Wible Más e o Wible Empresas (designação provisória).

O serviço de utilização de viaturas “KiaMobility”, lançado em setembro como projeto-piloto em Itália e na Rússia, será igualmente introduzido noutros mercados europeus.

No business-to-government (B2G) e no business-to-business (B2B), a Kia lançará um serviço baseado nos EV que combina as assinaturas com o car-sharing. Sob este novo conceito de serviços de mobilidade, os veículos serão utilizados para atividades empresariais durante a semana e alugados por particulares aos fins-de-semana.

O programa de assinaturas da Kia, “Kia Flex”, lançado na Coreia em 2019, terá uma versão à escala mundial durante este ano, denominada “Kia Subscription”. Este serviço vai ser gerido pela Sixt Leasing, que foi adquirida pelo Hyundai Motor Group no ano passado, e os automóveis vão ser fornecidos pelas redes de concessionários regionais da empresa.

Leia também:

Plataforma de Kia e Hyundai dedicada a EV: o que vai permitir?

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of