Alexandra Azevedo
Alexandra Azevedo
Coordenadora da campanha Autarquias sem Glifosato/Herbicida da Quercus- Associação Nacional de Conservação da Natureza

Apenas com o sequestro de carbono será possível minimizar de forma segura, e mesmo reverter, os efeitos das alterações climáticas, e para isso não precisamos de inventar nenhuma tecnologia “milagrosa”… a natureza faz isso por nós!

Regenerar começando pela base que suporta a vida: o solo e as plantas!

0
736

Quando pensamos em “soluções” para problemas que enfrentamos atualmente, qual a primeira ideia que nos vem à cabeça? “Tecnologia” ou “natureza”?

Uma lição que devemos retirar da situação de pandemia pela COVID-19 que estamos a viver é que toda a sofisticação tecnológica que carateriza a nossa sociedade não nos protegeu, bem pelo contrário, o impacto na nossa saúde é maior quanto mais fatores humanos se conjugam, como a poluição atmosférica e a poluição eletromagnética (eletrosmog). Não será uma forma de nos obrigar a pensar no que realmente mais interessa na nossa vida e regressar à nossa essência? 

Na verdade, há muito que a nossa floresta primária … a nossa “Amazónia”… foi destruída, e com um território humanizado praticamente a 100% o que nos resta? 

O confinamento forçado por esta pandemia revelou que apesar da drástica redução nas emissões de gases com efeitos de estufa, e de uma melhoria na qualidade do ar, não houve uma diminuição da concentração de dióxido de carbono na atmosfera! Portanto, apenas com o sequestro de carbono será possível minimizar de forma segura, e mesmo reverter, os efeitos das alterações climáticas, e para isso não precisamos de inventar nenhuma tecnologia “milagrosa”… a natureza faz isso por nós!

Aumentar a floresta é possível

E se o recente relatório “The global tree restoration potential” (O potencial global de restauração pelas árvores), publicado na revista Science, concluiu é possível aumentar a cobertura florestal mundial em um terço, sem afetar cidades ou agricultura, e com isso alcançar uma redução do dióxido de carbono atmosférico em 25%!!… Imaginem o se conseguirá sequestrar reintegrando a natureza na maior área possível do território: infraestrutura verde urbana, sebes agrícolas, agrofloresta, corredores ecológicos ao longo de estradas, ou seja, em “Soluções Baseadas na Natureza” (NBS – Nature-Based Solutions). E se a tudo isto juntarmos ainda outras práticas de conservação de solo?

De facto, precisamos de respeitar a vegetação e o solo, através de boas práticas agrícolas e do abandono dos pesticidas, que como biocidas que são matam a vida no solo, a nossa “fábrica” de fertilizantes, e a nossa “tecnologia” de sequestro, e ao mesmo tempo que regeneramos ecossistemas, os ciclos naturais… a ÁGUA PLANTA-SE! (a propósito, não é o nosso país um dos mais vulneráveis à seca?) … e será possível uma regeneração efetiva da nossa saúde!

Não espanta que muitas das respostas à emergência sanitária e à emergência climática coincidam! Afinal a nossa saúde e a saúde do planeta estão interligadas! Há na realidade Uma Só Saúde (One Health). 

Precisamos pois de começar pelo princípio…, pela base que suporta toda a vida no planeta Terra… o solo e as plantas! 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of