A DS Automobiles continua a alargar a sua gama de modelos. Depois dos DS 7 Crossback, DS 3 Crossback e DS 9, o DS 4 é o quarto modelo da marca, agora anunciado.

Integrado no segmento C-Premium, o veículo apresenta-se em três variantes: DS 4, DS 4 Cross e DS 4 Performance Line.

Neste momento, a gama/versões ainda não está totalmente definida para o mercado português que deverá receber o modelo no quarto trimestre deste ano.

Dimensões e evolução da plataforma

O DS 4 tem 4,40 metros de comprimento, 1,83 metros de largura e 1,47 metros de altura, podendo equipar jantes de até 20” (de série serão de 19”).

O DS 4 tem como base numa evolução da plataforma EMP2, com 70% de peças novas ou exclusivas.

Essa evolução da EMP2 recorre a novos componentes em materiais compósitos, componentes estruturais estampados a quente e a elementos mais compactos, tais como a unidade de ar condicionado, o que liberta espaço para outros componentes.

A marca explica que nova evolução da plataforma EMP2 foi desenvolvida para acomodar uma nova geração de motorizações híbridas plug-in sem comprometer a habitabilidade ou o volume da bagageira (que tem 430 litros, acesso mãos-livres e abertura e fecho com comando elétrico).

Em que se distingue o DS 4 Cross e o DS 4 Performance Line?

O DS 4 Cross joga na perceção visual de um SUV, tendo um tratamento na parte inferior dos para-choques, realçada por uma proteção específica e pintura em preto mate.

Os rebordos superiores dos vidros laterais são em preto brilhante, a grelha é em preto brilhante, dispondo ainda de jantes específicas, barras de tejadilho e tejadilho na cor da carroçaria. Como opções exclusivas, o DS 4 Cross pode ser equipado com o sistema Advanced Traction Control, o qual garante uma melhor motricidade com modos de funcionamento Areia, Neve e Lama, bem como o Hill Assist Descent Control.

De cariz mais dinâmico, o DS 4 Performance Line oferece um acabamento exterior em preto, com um Pack Black (DS WINGS, barra entre as luzes traseiras, grelha e rebordo dos vidros laterais) e jantes específicas em preto, para além de um interior igualmente exclusivo.

Variante Plug-in

O DS 4 será proposto em versões a gasolina PureTech de 130, 180 e 225 cv e uma versão turbodiesel BlueHDi de 130 cv, mas a que merece destaque no Watts On é a unidade PHEV.

A proposta Plug-in possui um motor sobrealimentado de quatro cilindros a gasolina, com 180 cv de potência, o qual é combinado com um motor elétrico de 110 cv integrado na transmissão automática de oito velocidades e-EAT8.

A tecnologia híbrida plug-in do DS 4 garante, ao todo, 225 cavalos de potência.

A autonomia é superior a 50 km em modo zero emissões (ciclo combinado WLTP), com o construtor a referir que o conjunto é alimentado por uma bateria mais eficiente, com novas células mais compactas e de maior capacidade.

Conectividade ainda mais digital

Em matéria de conectividade, a prioridade no novo DS 4 foi oferecer soluções que permitam que o condutor não tenha de desviar o olhar da estrada.

O “Extended Head-Up Display” (“head-up display estendido”) oferece uma experiência visual que a marca afirma ser o primeiro passo para a realidade aumentada.

Recorrendo a uma nova tecnologia imersiva, a informação indispensável à condução é projetada diretamente na estrada.

Sete cores

Estão disponíveis sete cores de carroçaria, incluindo dois tons novos – ouro cuivré, cinzento laqué – que se juntam às restantes cores: branco perlé, cinzento platinium, vermelho velvet, branco branquise e preto perla nera.

Oticamente, os grafismos são exibidos quatro metros à frente do para-brisas, acompanhando o olhar do condutor numa diagonal de 21 polegadas. Informações essenciais, tais como velocidade, ajudas de condução, navegação e mensagens de alerta, ou mesmo a música que o condutor está a escutar ou a chamada telefónica que está a receber, são projetadas “na estrada”.

Esta tecnologia sensorial e experimental faz parte de uma oferta mais global, no núcleo de um sistema de informação e entretenimento de 10 polegadas totalmente redesenhado, o DS Iris System, o qual pode ser controlado por comandos vocais e gestuais.

DS Smart Touch

O conjunto é secundado por um novo sistema de controlo por gestos, DS Smart Touch, posicionado na consola central. Trata-se um ecrã para utilizar com a ponta dos dedos. Basta fazer um gesto para acionar uma das funções favoritas pré-registadas pelo utilizador. O ecrã também identifica movimentos comuns tais como o zoom-in e o zoom-out, bem com reconhecimento da escrita.

Já disponibilizada nos modelos DS 3 Crossback, DS 7 Crossback e DS 9, a condução semiautónoma de nível 2 – o nível mais elevado atualmente permitido para circulação em estrada – recebe agora uma atualização no DS 4, sob a forma do DS Drive Assist 2.0.

O “cruise control” adapta a velocidade de acordo com o trânsito, com a capacidade de parar e voltar a arrancar em situações de congestionamento de tráfego. O sistema também assegura o posicionamento preciso na faixa de rodagem escolhida pelo condutor.

Para assegurar que o sistema e a sua cartografia estão sempre ao melhor nível, as atualizações serão feitas via cloud e em tempo real.

O DS Drive Assist 2.0 do novo DS 4 está reforçado com novas funções: ultrapassagem semiautomática, adaptação da velocidade em curva e aviso antecipado da velocidade exibida nos sinais de trânsito.

O volante passa a contar com um sensor especial que deteta o nível de aderência das mãos do condutor no volante, para confirmar que este está atento, cabendo ao condutor o controlo permanente do veículo.

Os novos “Radar Corners” também permitem funções adicionais, tais como a monitorização do ângulo cego a longa distância (com um alcance de 75 metros) e o alerta de tráfego traseiro, para evitar uma colisão em situações de manobras de marcha-atrás.

Ambiente: materiais reciclados e reutilizáveis
O DS 4 apresenta 95% de materiais reutilizáveis e 85% de peças recicláveis, pelo que 30% do seu peso total é composto de materiais renováveis ou reciclados, divididos entre metais e polímeros. Na sua secção não visível, o tablier é maioritariamente composto de cânhamo (20%). Entre os materiais reciclados, o polipropileno, as fibras de poliéster e o elastómero são utilizados sob o chassis como deflectores, redutores de ruído ou apoios.

O lançamento comercial do DS 4 ocorrerá no quarto trimestre de 2021.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of