A mobilidade vive atualmente um momento de grande mudança impulsionada pelo imperativo da transição energética a favor de soluções mais eficientes e sustentáveis.
Contudo, ideias inovadoras de agilizar a mobilidade sempre existiram e dentro daquilo que se pode designar de micromobilidade um interessante exemplo vem da Mazda que, no início da década de 1990, criou uma competição interna (à qual deu o nome de “Fantasyard”).

A iniciativa “Fantasyard” da Mazda realizou-se entre os anos de 1989 e 1991, na qual equipas de diferentes departamentos se gladiavam, apresentando ideias criativas de mobilidade.

Numa das edições deste encontro de ideias foi apresentado um conceito criativo, o “Suitcase Car”, numa tradução livre como “Mala Motorizada”.

Um kart… com três rodas

Tratava-se de um conceito semelhante a um kart, embora com três rodas. Aos seus criadores, um grupo de 7 engenheiros da unidade de testes e pesquisa de transmissões manuais da Mazda, foi dado um pequeno budget para que pudessem dar vida a esta sua visão, que lhes permitiu, depois, lançar mãos à obra, adquirindo uma motorizada em miniatura (vulgo Pocket Bike) e a maior mala de estrutura dura que puderam encontrar no mercado.

O resultado foi simples, mas engenhoso, aproveitando-se algumas peças dessa mini-motorizada, nomeadamente o seu motor a dois tempos de 34 cc, colocado dentro de uma mala Samsonite de 57 por 75 centímetros.

O veículo demora apenas um minuto a montar: basta girar o conjunto da roda dianteira com o guiador e travões para uma posição vertical, fazendo-o sair através de uma tampa amovível da mala; encaixar no exterior as rodas traseiras; colocar o banco em cima do eixo traseiro e já está. O pequeno motor de 1,7 cv poderia levar esta engenhoca a atingir velocidades máximas de 30 km/h.

Pouco portátil, mas conceito interessou

O seu peso de 32 kg não tornava esta mala motorizada propriamente prática, pelo menos na perspetiva de bagagem. Ainda que a sua produção em massa nunca tivesse sido considerada, este pequeno 3 rodas portátil viria a suscitar interesse, servindo os propósitos da Mazda como publicidade sobre rodas.

O eco e interesse, entretanto, gerados, levariam, de resto, a que a Mazda construísse mais dois exemplares, destinados a demonstrações nos EUA e na Europa, tendo a unidade europeia tido honras de exposição no Salão Internacional de Frankfurt de 1991, lado a lado com o Mazda 787B vencedor de Le Mans.

Hoje apenas o exemplar usado nos EUA ainda existirá, tendo o original “Suitcase Car” sido “destruído acidentalmente”, enquanto a réplica europeia desapareceu em “circunstâncias desconhecidas”, segundo a marca.

Este “Suitcase Car” teve honras de ir ao programa da popular Oprah Winfrey, cujo excerto recordamos no Watts On.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of