A Europa e a América Latina vão ficar mais próximas do que nunca, tudo graças à EllaLink. Uma plataforma ótica que se destaca por oferecer conectividade de alta capacidade numa rota transatlântica de baixa latência exclusiva.

A mais recente proposta apresentada pela EllaLink consiste num sistema de cabos submarinos de baixa latência de última geração. Um mecanismo que chegou este mês a Fortaleza, no Brasil.

Brevemente será o momento de também Portugal ser brindado com este cabo de fibra ótica com tecnologia de ponta da EllaLink. Quando isso acontecer, a Europa e a América Latina passarão a estar ligadas a partir de Sines.

Além disso, a chegada deste cabo ao nosso país “proporcionará um nível de conectividade internacional sem precedentes”, assegura a EllaLink em comunicado.

Sistema de cabos EllaLink oferece várias vantagens

A rede EllaLink foi desenvolvida com o objetivo principal de dar resposta às crescentes necessidades dos mercados europeu e latino-americano. O seu novo sistema de cabos submarinos oferece múltiplas vantagens que passamos a salientar.

Este proporciona, por exemplo, uma conetividade de baixa latência para cobrir a crescente necessidade de dados. Além disso, traz melhorias tanto para as plataformas de telecomunicações como para os serviços na Cloud. A própria indústria de gaming e todos os tipos de negócios digitais poderão beneficiar do grande potencial do sistema de cabos submarinos EllaLink.

A estação da EllaLink está associada ao Sines Tech – Innovation & Data Center Hub. Um espaço que oferece acesso facilitado a terreno economicamente viável e redes de alta densidade de energia. Assim como a rotas alternativas de fibra ótica de alta disponibilidade para Madrid e Lisboa.

Além disso, este Hub disponibiliza um local robusto e seguro para a ligação de cabos submarinos e desenvolvimento de Data Centers. Algo especialmente relevante para a EllaLink tendo em conta o seu mais recente projeto.

Planos de expansão da rede EllaLink

Segundo garante a própria empresa, todo o Brasil vai ser abrangido pela rede EllaLink. Esta estender-se-á por todo o país a partir da região do Ceará, “ligando os pontos principais em São Paulo e Rio de Janeiro”, explica o grupo.

Tal como já referimos este serviço também vai chegar, em breve, à Europa. A EllaLink comprometesse a criar ligações seguras a Data Centers em Lisboa, Madrid e Marselha. Projeto no qual a plataforma ótica conta com o apoio dos seus parceiros Equinix e Interxion.

A EllaLink planeia ainda conectar a ilha da Madeira a Cabo Verde. Além disso, já está a estudar a viabilidade de outros pontos de ligação com Mauritânia, Marrocos e nas Ilhas Canárias. Relativamente a datas, a empresa avança que “o sistema EllaLink ficará disponível no segundo trimestre de 2021”.

Imagem representativa do trajeto pensado para este sistema de cabos submarinos

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of