[atualizado em 02/12/2020, com dados do “mix” de produção renovável da Acciona, comentários do diretor geral da Divisão de Energia desta empresa energética em Portugal]

A Acciona, produtor exclusivamente dedicado às energias renováveis com expressão mundial e com presença também em Portugal, anunciou que irá efetuar um investimento até 150 milhões de euros nos próximos cinco anos, para duplicar a capacidade atual do seu parque energético em Portugal.

O compromisso de investimento da Acciona foi anunciado no recente webinar “Energia renovável patra empresas em Portugal”, organizado pela ACCIONA com o apoio institucional da Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN), onde se debateram os atuais desafios energéticos e ambientais das empresas nacionais.

O webinar já está disponível online e, caso queira assistir ou recordar as principais mensagens transmitidas, poderá aceder ao website do evento através do seguinte link: https://renovaveisparaempresas.com/.

“Este objetivo na produção responde à procura das empresas portuguesas, cada vez mais comprometidas com a sustentabilidade e a redução da pegada de carbono de suas atividades”, refere a empresa em comunicado que destaca ainda o facto de, em média, desde 2017 a comercialização de energia limpa da Acciona crescer 30% ao ano no país.

Alexandre Kisslinger, diretor geral da Divisão de Energia da Acciona Portugal, assume que “o desempenho da empresa em Portugal confirma que a estratégia de crescimento do negócio de energia é uma realidade, independentemente da infeliz crise pandémica que todos vivemos. Na produção temos o objetivo de duplicar a nossa capacidade em Portugal até 2025, maioritariamente com centrais fotovoltaicas”.

A procura por energia e infraestruturas sustentáveis faz parte do plano de crescimento da Acciona, pelo que a empresa vai continuar a apostar em duas das suas principais vertentes de negócio: comercialização e produção de energia elétrica.

“Mix” de produção renovável

Em termos do “mix” por fontes de produção de energia renovável (percentagem de eólica/solar) que a Acciona tem atualmente em Portugal, ela é de 120 MW no eólico e de 46 MWp no Solar PV.

“A energia renovável que a Acciona produz em Portugal é consumida na íntegra em Portugal, ainda que possa existir no futuro uma exportação das Garantias de Origem associadas a esta produção de energia. Relativamente à comercialização de energia elétrica asseguramos em mercado a compra de energia elétrica, certificada com garantias de origem 100% renovável, para satisfazer as necessidades de procura pelos nossos clientes”, refere Alexandre Kisslinger.

Aprígio Guimarães, Country Sales Manager da Acciona Portugal para a Divisão de Energia, afirma que “estamos a estruturar novos produtos que se adaptem às empresas portuguesas que procuram obter ganhos económicos, mas, ao mesmo tempo, a adotar comportamentos mais sustentáveis. E a transição energética está a acontecer no nosso mercado. Atualmente temos mais de 50 grupos empresariais que consomem energia limpa, os quais têm um contributo fundamental para a descarbonização da economia”.

A Acciona possui em portugal uma central solar fotovoltaica de 46MWp (na Amareleja), além de 120 MW distribuídos em 16 parques eólicos.

Certificação com garantias de origem 100% renováveis

A empresa do setor das utilities declara que um dos objetivos é incutir diferenciação às empresas e ao consumidor final sobre a origem das energias consumidas. O responsável comercial para o mercado nacional entende que, “cada vez mais, as empresas procuram políticas de sustentabilidade ambiciosas como fator de diferenciação, pelo que a certificação com garantias de origem 100% Renováveis, associada ao fornecimento de energia elétrica, desempenha um papel fundamental no leque de produtos e serviços que as empresas oferecem ao mercado”.

A Acciona está presente em Portugal desde 1948 em várias áreas de atuação e, nos últimos 15 anos, como produtora de eletricidade 100% renovável. É desde 2015 o maior produtor de energia verde a atuar no país. Possui atualmente uma central solar fotovoltaica de 46MWp na Amareleja, bem como com 120 MW, distribuídos em 16 parques eólicos. A nível global, a divisão de energia da Acciona encontra-se presente em 16 países e assegura uma produção de 10.240 MW, através de parques eólicos, centrais hidroelétricas, centrais fotovoltaicas, centrais de biomassa e, ainda, uma central solar termoelétrica, localizada nos EUA.

A empresa tem também negócios na área da mobilidade. Depois de ter decidido abandonar o mercado de motosharing português, Alexandre Kisslinger afirma que “a Acciona suspendeu o motosharing em Lisboa com o impacto da pandemia. No entanto, esta divisão de negócios, está monitorizando a evolução e poderá regressar ao mercado”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of