A Extreme E é uma nova competição de todo-o-terreno, disputada em viaturas 100% elétricas que conta com a Fórmula E como um dos seus investidores estratégicos. Aliás, Alejandro Agag, responsável da Fórmula E também é o CEO da Extreme E.

O novo troféu arranca em março de 2021 e nesta primeira temporada haverá cinco provas que se irão realizar em locais que prometem contribuir para aumentar o espetáculo da competição e que foram escolhidos também para chamar a atenção para o problema das alterações climáticas.

Aliás, esta nova modalidade offroad elétrica dispõe-se a contribuir a apoiar ONG’s sociais e de conservação ambiental nos locais onde as corridas forem disputadas.

Este é o calendário previsto:

20 e 21 de março
Desert X Prix – Al Ula, Arábia Saudita

29 e 30 de maio
Ocean X Prix – Lago Rosa, Senegal

28 e 29 de agosto
Arctic X Prix – Kangerlussusaq, Gronelândia

23 e 24 de outubro
Amazon X Prix – Pará, Brasil

11 e 12 de dezembro
Glacier X Prix – Patagónia, Argentina

De resto, as cinco provas receberam “batismos ambientais” para sublinhar esta associação ao ambiente: Desert, Ocean, Arctic, Amazon e Glacier:

Para este primeira temporada, estão inscritas nove equipas:

  • ABT (Alemanha)
  • Andretti United Extreme E (EUA)
  • Chip Ganassi Racing (EUA)
  • HWA (Alemanha)
  • QEV (Espanha)
  • Rosberg Extreme Racing (Alemanha)
  • Team Techeetah (Indonésia)
  • Veloce Racing (Reino Unido)
  • X44 (Reino Unido)

Para promover a igualdade de género, e Extreme E terá a particularidade de cada equipa ser composta por um piloto masculino e um piloto feminino, embora, de momento, a composição integral de várias equipas não seja conhecida.

Realce, para já, para algumas equipas: a ABT (pois tem o apoio oficial de um construtor oficial, a Cupra); a Rosberg Extreme Racing (liderada pelo antigo campeão do mundo de F1 Nico Rosberg); a X44 (cujo fundador e responsável é o atual campeão do mundo de F1, Lewis Hamilton); a Veloce Racing (que conta entre os seus mentores com o piloto Jean-Éric Vergne e o engenheiro Adrian Newey); a Andretti United Extreme E (que conta como um dos seus patrocinadores o ex-piloto Michael Andretti); e a Team Techeetah (apoiada pela DS Automobiles que também marca presença na Fórmula E).

Aqui, no Watts On iremos continuar a acompanhar as novidades desta modalidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of