A Volkswagen está a lançar por estes dias em Portugal uma atualização do SUV Tiguan, que foi modelo mais vendido da Volkswagen no mundo em 2019. Contudo, os clientes que pretendam a opção híbrida plug-in (inédita no modelo) terão de aguardar pelo início de 2021, já que, por enquanto, o modelo é unicamente proposto com um motor a gasolina 1.5 TSI (com 130 cv e 150 cv) e um bloco turbodiesel 2.0 TDI (com 122 cv, 150 cv e 200 cv).

O VW Tiguan PHEV (cujo batismo é Tiguan eHybrid) terá uma bateria de 13 kWh que permite uma autonomia em modo 100% elétrico (o E-MODE) é de até 50 km (medição WLTP).

Plug-in híbrido chega a Portugal no início de 2021.

A potência máxima combinada entre o motor a gasolina e o motor elétrico do VW Tiguan eHybrid é de 245 cv.

No modo Híbrido, o motor a gasolina turbo de 150 cv e o motor de acionamento elétrico (115 cv) trabalham em conjunto.

Estratégia híbrida preditiva

Em conjunto com o sistema de navegação e dados de mapa, o Tiguan eHybrid ativa automaticamente uma estratégia híbrida preditiva.

A estratégia híbrida preditiva ajuda o sistema de acionamento a utilizar da melhor forma a energia elétrica armazenada na bateria de iões de lítio e a minimizar o consumo de combustível.

Este novo Tiguan (terceira geração) dispõe da nova gama de sistemas de infotainment (MIB3), que permitem ao utilizador conectar-se a uma variedade de serviços online. Dependendo do equipamento, os sistemas MIB3 também oferecem novas funcionalidades, incluindo o controlo de voz natural e o acesso aos serviços de streaming, como o Apple Music.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of