Cerca de meio ano depois de ter adquirido os seus primeiros quatro parques solares em Portugal, a Finerge chegou agora a acordo para a aquisição de seis parques solares à Luxbon Solar, situados na região da Grande Lisboa e com uma capacidade instalada de 17.8 MW, gerando uma faturação de €8m/ano.

A transação deverá estar concluída no mês de outubro, logo que as aprovações administrativas sejam obtidas.

Com esta operação, a Finerge passa a dispor de um total de dez parques solares em Portugal e de uma capacidade instalada de 47,6 MW no nosso país.

Este negócio insere-se numa lógica de expansão e crescimento na Península Ibérica e representa um incremento de 47% da capacidade instalada de energia solar da Finerge, que detém também seis centrais fotovoltaicas em Espanha.

Diversificar o portefólio

“A aposta na energia solar permite-nos diversificar o nosso portefólio, no qual predomina ainda a componente da energia eólica. Temos um plano de crescimento ambicioso, mas não perdemos de vista a gestão do risco. Para que a expansão se faça de forma sustentada é importante diversificar, quer em termos geográficos, quer em termos tecnológicos. É assim expectável que continuemos a fazer investimentos que permitam alcançar esses objetivos” afirma Pedro Norton, CEO da Finerge.

A Finerge tem um total de 46 parques eólicos e de dez parques solares em Portugal (já com esta nova aquisição). Em Espanha, a empresa possui sete parques eólicos e seis centrais solares fotovoltaicas.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of