Previsto para junho e adiado devido à pandemia, o encontro nacional dos veículos elétricos (ENVE 2020) organizado pela UVE, teve ainda que enfrentar o mau tempo no fim-de-semana passado, sobretudo na sexta-feira, dia de montagens e da comunicação social.

Apesar de posta à prova, a resiliência dos membros da Associação dos Utilizadores de Veículos Elétricos superou, mais uma vez, todos os obstáculos. Henrique Sánchez, o Presidente da UVE, referiu durante a tertúlia elétrica que o grande objetivo da associação continua a ser a divulgação das vantagens da transição energética nos transportes.

Na praça dos grandes feitos

O evento deste ano teve como palco a Praça do Império, em Lisboa, mesmo à frente do Mosteiro dos Jerónimos. A UVE e as empresas que se associaram ao evento transformaram um arruamento normalmente ocupado por autocarros de turismo num acolhedor salão da mobilidade elétrica ao ar livre.

Durante os três dias do evento destacaram-se alguns visitantes, começando pelo Secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro e pelo Vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, Miguel Gaspar.

No final de sábado, Luis Natal Marques, Presidente da EMEL, participou na Tertúlia Elétrica ao lado de Henrique Sánchez, falando sobre o contributo que a empresa municipal está a dar à transição energética nos transportes.

A apresentadora Filomena Cautela marcou também presença, com boa disposição e simpatia, sentimentos constantes ao longo dos dois dias e meio do evento.

Volkswagen ID.3 em destaque

A Volkswagen foi talvez a marca em maior destaque, escolhendo o ENVE 2020 para apresentar o VW ID.3 ao público e aos jornalistas portugueses.

O Watts On chegou mais cedo e foi o primeiro a pôr as mãos naquele que é, provavelmente, o elétrico mais esperado do ano. Podem ler o artigo do Paulo Marmé aqui.

Mas praticamente todas as marcas com oferta de modelos eletrificados garantiu a presença neste importante acontecimento. Alguns responsáveis das marcas presentes ficaram surpreendidos com o interesse bastante maior do público pelos modelos 100% elétricos (BEV) face aos híbridos Plug-In (PHEV). É assim o progresso. Dois passos à frente é sempre mais tentador…

Após mais um ENVE, que nem a pandemia nem a chuva impediram de cumprir os seus objetivos, há que reconhecer o mérito da UVE, da sua direção, dos associados e apoiantes, por terem conseguido realizá-lo e promove-lo de forma tão eficiente. Na história desta revolução em curso fica escrito mais um importante capítulo.

 

Crédito das fotos: UVE e Nicole Sánchez

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of