Na conferência “Novos Paradigmas da Mobilidade”, integrada no evento “On Mobility”, que este ano fez parte, pela primeira vez, do programa da Semana Europeia da Mobilidade da Amadora, o vereador da Gestão Urbanística da Câmara Municipal da Amadora assumiu que o desejo de implementar infraestruturas que fomentem os meios de mobilidade suave, como ciclovias, tem esbarrado num problema de espaço e de estacionamento à superfície ou não estivéssemos a falar de um concelho, como o da Amadora, que é densamente povoado com 180 mil habitantes numa extensão de 24 km2.

Vítor Ferreira explica: “Precisamos de espaço para construir ciclovias e integração de modos suaves de mobilidade. E isso não é possível sem perdermos estacionamento à superfície”.

Este responsável do município anfitrião desta conferência deu conta de que uma solução encontrada para não penalizar os munícipes e salvaguardar espaço para as ciclovias será a construção de um estacionamento em silo coberto no subsolo, com dois mil lugares, cujo concurso público será lançado em breve. Este silo automóvel terá dois mil lugares e representará um investimento de 50 milhões de euros.

Nesta conferência, organizada também pela EcoMood Portugal, Vítor Ferreira sublinhou que o “transporte público é essencial” como forma de dar resposta às necessidades de deslocação das pessoas e que a estratégia de gestão de transportes tem de ser intermunicipal, dados o fluxo intenso de pessoas e veículos entre municípios da Grande Lisboa.

Vítor Ferreira, vereador da Câmara da Amadora (pelouros da Gestão Urbanística, Obras Municipais, Espaços Verdes, Reabilitação Urbana, Iluminação Pública, Trânsito, Toponímia e Mobiliário Urbano) na conferência “On Mobility”

Vítor Ferreira assume que esta intermunicipalidade tem, igualmente, de ser seguida no planeamento e na construção de ciclovias.

Nesse sentido, o vereador presente na conferência “On Mobility” fez saber que no ano passado, o município da Amadora apresentou um plano ao Portugal Ciclável 2030 com três eixos de ligação dentro da Área Metropolitana de Lisboa (Amadora-Sintra, Amadora-Lisboa e Amadora-Oeiras), num investimento de cerca de seis milhões de euros.

Inauguração da Escola da Mobilidade: adiada para dia 22 de setembro
Prevista para esta quinta-feira, 19 de setembro, a inauguração da Escola de Mobilidade no Parque Aventura, na Amadora acabou por ser adiada para o dia 22 de setembro (Dia Europeu Sem Carros), às 10,30h. O adiamento ficou a dever-se às más condições climatéricas. A par da segurança rodoviária, este equipamento passará agora a sensibilizar e dar formação de forma mais abrangente, incluindo também a Mobilidade Sustentável. A Câmara Municipal da Amadora considera que este equipamento pode dar uma ajuda “a formar melhores cidadãos, mais conscientes, com comportamentos mais positivos e sustentáveis, na estrada e na vida”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of