Uma parceria que envolve organismos do governo britânico, uma universidade e empresas privadas inglesas está a desenvolver o protótipo de um “Very Light Rail Vehicle”.

Trata-se do projeto de meio de transporte sobre carris que os seus promotores estão apostados que seja mais barato que o tradicional metro de superfície.

O caderno de encargos assenta no pressuposto de ter um veículo que pese menos de uma tonelada por um metro linear.

Para lhe dar leveza, o protótipo é construído em fibra de carbono, tendo capacidade para transportar 56 passageiros.

O veículo elétrico fará uso de baterias para lhe darem a necessária autonomia e evitar, assim, a instalação de infraestruturas caras como linhas aéreas ao longo de grande parte da rota.

O projeto britânico do VLR quer tornar esse tipo de transporte viável para cidades de média dimensão e está a ser desenvolvido pelo Warwick Manufacturing Group da Universidade de Warwick, em parceria com o município de Coventry e a entidade que tutela dos transportes de West Midlands.

“O projeto Coventry Very Light Rail proporcionará uma mudança radical na redução de custos para um veículo leve sobre carris no Reino Unido”, é a convicção do professor associado da Warwick Manufacturing Group, Darren Hughes.

Neste momento, o protótipo está a ser feito pela NP Aerospace para depois ser testado em cenário real.

A linha proposta para este veículo em Coventry passa por percorrer 8 km, desde a estação ferroviária até ao Hospital Walsgrave, passando pelo centro da cidade, com cerca de 80% do percurso a operar em tráfego misto.

Os serviços seriam operados com uma frota de veículos de produção, com a consultoria WSP a prever um movimento de até 9 milhões de passageiros por ano.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of