A EMEL (Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa) tem em curso dois concursos públicos para a aquisição de mais de 180 postos de carregamento de veículos elétricos.

Ao todo, são 186 postos, dos quais 126 destinam-se a serem instalados nos parques de estacionamento da EMEL e 60 postos irão ser colocados em locais estratégicos das ruas de Lisboa e reforçar, assim, a oferta na via pública.

Os parques de estacionamento EMEL irão receber 18 pontos de Carregamento Rápido (PCR) e 108 de Carregamento Lento (PCN) e Semirrápido.

Por seu lado, nas ruas de Lisboa a EMEL instalará cerca de 60 de postos de Carregamento Lento (7,4 kVA) e Semirrápido (22 kVA).

360 tomadas

Estes concursos, que totalizam mais de 360 tomadas (logo permitindo o carregamento a mais de 360 EV), “surgem da necessidade premente de reforçar a oferta de Postos de Carregamento para veículos elétricos em Lisboa, para que residentes e quem circula nas ruas da cidade possam carregar os seus veículos em segurança e com maior facilidade e comodidade”, afirma a EMEL.

Na ótica da expansão da mobilidade elétrica da EMEL como Operadora de Pontos de Carregamento (OPC), no início de julho entraram em funcionamento mais 22 postos de carregamento de elétricos (correspondendo a 44 tomadas) em quatro dos seus parques de estacionamento, que se juntaram aos cinco postos (10 tomadas) do parque de estacionamento do Campo das Cebolas, que já servem há vários meses os utilizadores de EV.

Esta é a sua distribuição:

  • Parque de Estacionamento da Ameixoeira – seis Postos de carregamento num total de 12 tomadas, com 7,4 kW de potência disponível por tomada;
  • Parque de Estacionamento da Graça – dois Postos de carregamento num total de quatro tomadas, com 7,4 kW de potência disponível por tomada;
  • Parque de Estacionamento do Lumiar – nove Postos de Carregamento, num total de 18 tomadas, com 7,4 kW de potência disponível por tomada.
  • Parque de Estacionamento Manuel Gouveia – cinco Postos de carregamento num total de 10 tomadas, com 7,4 kW de potência disponível por tomada;

“Consciente do serviço público que presta a Lisboa e focada em contribuir para a sustentabilidade ambiental da cidade, a EMEL constituiu-se OPC, em março de 2019, e aderiu, em dezembro passado, ao Pacto de Mobilidade Empresarial, liderado pela CML, numa aposta clara, que é já a sua imagem de marca, em soluções de mobilidade urbana que contribuam para melhorar a segurança, reduzir emissões e os níveis de poluição, e promover uma maior eficiência económica e ambiental”, afirma a EMEL.

Mais detalhes sobre os dois concursos públicos

Para aceder aos detalhes dos concursos, consultar a plataforma de contratação pública Saphetygov, procedimentos: CPI 43/2020 – Aquisição de 18 postos de carregamento rápido e aquisição de serviço de Gestão, Operação e Manutenção de todas a sua rede de postos de carregamento de veículos elétricos, com fim de prazo para apresentação de propostas a 4 de setembro,  e CPI 44/2020 – Aquisição de 108 carregadores lentos e semirrápidos, 7,4 kVA e 22 kVA respetivamente, para instalação e ampliação da rede nos seus parques de estacionamento e cerca de 60 carregadores lentos e semirrápidos, 7,4 kVA e 22 kVA respetivamente,  para colocar em pontos estratégicos das ruas de Lisboa, com fim de prazo para apresentação de propostas a 11 de setembro.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of