A Sonae apresentou o Relatório da Missão Continente 2019 no qual dá conta de todas as iniciativas de responsabilidade social do Continente realizadas em 2019 e do seu compromisso para a construção de um futuro sustentável.

Uma dessas iniciativas consistiu na implementação de projetos de economia circular para combater o desperdício.

Cerveja produzida com restos de pão e migalhas

Os responsáveis da Sonae dão como exemplo os doces & chutneys feitos a partir de frutas e legumes que perderam a sua atratividade comercial; do “Panana”, um bolo feito com polpa das bananas que são retiradas de venda; e a “Bread Beer”, uma cerveja artesanal desenvolvida em conjunto com a Vadia, produzida com restos de pão e migalhas das padarias Continente.

“Banana Solteira” foi outro projeto lançado que visa incentivar a compra das bananas que foram separadas do respetivo cacho, ficando sozinhas, e assim reduzir o desperdício alimentar.

Segundo o Continente, em 2019, o desperdício destas bananas teve uma redução de 25% face ao ano anterior.

Ainda no campo do desperdício alimentar, em 2019, a Missão Continente refere ter doado 12,3 milhões em excedentes alimentares, dos quais 8,5 milhões foram entregues a 1.013 instituições de solidariedade social e de apoio a animais espalhadas pelo país e os restantes disponibilizados internamente nas áreas sociais das lojas e entrepostos.

“Consciente da limitação de recursos do Planeta e da crescente procura, a Missão Continente atua ao nível do combate ao desperdício alimentar, procurando aproveitar ao máximo todos os recursos, reintroduzindo no ciclo de vida os subprodutos dos processos de transformação ou reabsorvendo os excedentes dos processos de distribuição”, diz o Continente.

Boas práticas ambientais

Em termos de práticas ambientais, o Continente assinala o seu compromisso para o uso responsável dos plásticos no âmbito do qual se inclui a intenção de 100% dos mais de 750 milhões de embalagens de Marca Própria que são colocadas no mercado todos os anos, serem reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025.

O Continente afirma estar comprometido com a redução da utilização de plástico virgem – quer por redução ou eliminação da sua utilização, quer por substituição por materiais reciclados –, bem como a promoção da reutilização, criando alternativas aos sacos de plástico convencionais para as frutas e legumes, entre muitos outros.

“Em 2019, foi inaugurado o primeiro supermercado ‘plastic free’ na secção de frutas e legumes, o ‘Continente Bom Dia’ Via Catarina Shopping, no Porto”, diz a empresa.

No âmbito das iniciativas desenvolvidas pela estratégia para o uso responsável de plásticos, o Continente indica ter já reduzido mais de 4,2 mil toneladas de plástico virgem.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of