O Volvo Car Group, onde para além da Volvo Cars, se incluem os parceiros estratégicos Lynk & Co e Polestar, anunciou que, até final de julho, já tinham sido ultrapassados mais de 600.000 veículos baseados na plataforma CMA – Compact Modular Architecture (CMA).

A plataforma CMA resulta de um trabalho conjunto realizado pela Volvo Cars e pela Geely.

Esta base fez a sua estreia em 2017, com o Volvo XC40.

Devido ao seu design modular, para além do Volvo XC40, este chassis foi usado também nos modelos Lynk & Co 01, 02, 03 e 05 e no modelo Polestar 2. Servirá também de base ao primeiro modelo da Volvo totalmente elétrico – o XC40 Recharge.

“Estamos extremamente orgulhosos destes números de vendas dos modelos da plataforma CMA. Tivemos dez anos de muito sucesso com a Geely e continuaremos a alavancar as excelentes parcerias que criámos dentro do grupo para preparar mais crescimento e mais sinergias. A Volvo Cars está hoje mais forte do que nunca e ainda temos muito a fazer. Estamos entusiasmados em ver a chegada ao mercado da nossa linha de veículos totalmente elétricos que será liderada pelo XC40 Recharge. Vamos continuar a investir na eletrificação, em novas tecnologias e em novas soluções de mobilidade futuras”, salienta Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Cars

Na última década, a Volvo Cars renovou completamente a sua gama de automóveis, introduzindo novos modelos SUV, novas carrinhas e novos sedans, tendo-se tornado no primeiro construtor automóvel tradicional a assumir um compromisso total com a eletrificação.

Atualmente, a Volvo oferece a opção híbrida plug-in em toda a sua gama, com o objetivo de que, até 2025, metade do seu volume de vendas mundial seja composto por automóveis totalmente elétricos, sendo os restantes híbridos.

XC40 Recharge Plug-In Hybrid R-Design

Nos últimos anos, a Volvo Cars tornou-se num verdadeiro player global na indústria automóvel. As suas vendas mundiais aumentaram de 449.255 em 2011 para mais de 700.000 em 2019.

Nesse período, a empresa expandiu também a sua rede mundial de produção e de R&D tendo acrescentado às suas duas fábricas de automóveis e uma fábrica de motores na Europa, quatro unidades de produção e um centro de R&D na China, e uma fábrica nos EUA.

Nos próximos anos, a Volvo Cars pretende estabelecer-se como líder em eletrificação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of