A cidade do Porto vai receber durante o outono um meio de transporte que podemos caracterizar como inovador. Falamos-lhe de autocarros que não precisam de motorista e conseguem, de forma autónoma, ultrapassar obstáculos como carros estacionados.

Apelidado de Shuttles, este transporte coletivo irá circular na região de Asprela. Associada ao Hospital de S.João e ao Polo Universitário, esta é uma das zonas movimentadas do Porto.

Esta iniciativa surgiu após a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) ter participado num projeto europeu desenvolvido na Finlândia. A organização portuguesa associou-se ao Forum Virium Helsinki na Filância, ao município de Helmond na Holanda, Gjesdal na Noruega, e na Grécia ao município de Lamia.

Apoiada nestas parcerias a STCP integrou a iniciativa FABULOUS, cujo objetivo principal é melhorar os serviços de mobilidade. Assim como “permitir uma economia substancial de custos numa das zonas de oferta de transportes públicos”.

Um futuro com menos carros

A iniciativa foi financiada pelo Horizonte 2020 em aproximadamente sete milhões de euros, segundo foi avançado pelo Portal de Notícias do Porto. De referir que Horizonte 2020 é o Programa-Quadro da Comissão Europeia para financiamento à Investigação e Inovação.

O projeto dos Shuttles, que também conta com o apoio das Compras Públicas de Inovação, deverá servir para impulsionar “o desenvolvimento sustentável dos transportes públicos”. Mas acima de tudo, para incentivar “a um futuro com menos carros”.

Os autocarros vão começar a ser testados já este outono, na cidade do Porto. A Agência Nacional de Inovação acredita que os novos transportes públicos vão ser importantes. Principalmente no reforço das ofertas de transportes em áreas mais movimentadas da cidade invicta.

Assim como em Portugal, este meio de transporte de características inovadoras vai também fazer parte de outras cidades da Europa. Caso seja exigido pela regulamentação local, os “autocarros sem motorista” podem incluir a presença de um profissional que garanta a segurança no decorrer das viagens.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of