A Citroën promete regressar em força ao mercado das berlinas, com o lançamento de um novo C4 que se destaca por ter também, pela primeira vez, uma variante 100% elétrica, o ë-C4.

As primeiras fotos oficiais do modelo elétrico tinham sido desvendadas aqui, tendo a marca ao início desta tarde feito a apresentação mundial à imprensa, através da internet.

O Watts On acompanhou esta première que permitiu termos acesso a mais informações sobre o ë-C4.

Apoiando-se numa distância entre eixos de 2.670 mm, o modelo apresenta 4.360 mm de comprimento, 1.800 mm de largura e 1.525 mm de altura.

Após os modelos SUV C5 Aircross Hybrid, Ami, ë-Jumpy e ë-SpaceTourer, o novo ë-C4 é o mais recente Citroën eletrificado a permitir conduzir em modo 100% elétrico no dia-a-dia.

A expressão dianteira, com a sua assinatura em “V”, retoma os novos códigos estéticos da Citroën, revelados nos CXPerience Concept, Ami One Concept e 19_19 Concept, e estreados pelo novo C3 no início de 2020, uma evolução natural da assinatura estética dianteira da Citroën com dois andares de faróis e chevrons cromados a toda a largura do veículo.

Nesta nova apresentação, os chevrons alongam-se até às luzes diurnas, na parte superior, e, a partir de agora, também à extremidade inferior dos faróis, destacando a tecnologia: iluminação 100% LED “Citroën LED Vision” com luzes diurnas LED e faróis com 3 módulos LED. Os faróis de nevoeiro LED, combinados com inserções gráficas coloridas, completam esta frente.

Na apresentação online a que assistimos, os responsáveis do construtor francês definiram aquelas que, no seu entender, são as linhas-mestras do veículo: “Silêncio de funcionamento, fluidez do arranque do veículo, prazer de condução, suavidade da suspensão, conforto dos bancos Advanced Comfort, ausência de vibrações a bordo, ergonomia e facilidade de utilização das interfaces e serviços dedicados”.
  

Este C4 100% elétrico desenvolve 100 kW (136 cv).

A motorização 100% elétrica tem 100 kW (136 cv) e um binário de 260 Nm. A aceleração 0-100 km/h é em 9,7 segundos, no modo Sport, e a velocidade máxima é alcançada em 150 km/h. A bateria do motor elétrico com capacidade de 50 kWh, é do tipo Alta Tensão 400 V Li-Ion (iões de lítio).

A autonomia é de 350 km.

O novo ë-C4 dispõe de uma função Brake para aumentar a desaceleração do veículo, sem tocar no pedal de travão, para aumentar a autonomia. Este sistema permite uma recuperação da energia disponível durante as fases de travagem e de desaceleração, o que não sucede nas versões térmicas. Esta ação permite carregar parcialmente a bateria e aumentar a autonomia.

Porque escolheram um hatchback para um EV? “Porque nós podemos e nós devemos”, disse Vincent Cobée, respomsável da marca Citroën. Um eventual PHEV C4 não está previsto, segundo o responsável da marca.

Estão disponíveis vários modos de condução, ativados pelo respetivo seletor na consola central: “Eco”, “Normal” ou “Sport”, que atuam em vários parâmetros, incluindo ar condicionado, potência efetiva e desempenho de forma a permitir ao condutor escolher entre condução desportiva ou condução ecológica otimizada.

A bateria está coberta por uma garantia de 8 anos ou 160.000 km para 70% da sua capacidade de carregamento.

Tempos de carregamento 

Os tempos de carregamento são os seguintes:

  • No modo 4 num posto de carregamento público, com a ajuda de um carregador 100 kW de carregamento rápido, a bateria carrega ao ritmo de 10 km/min: 80% da carga é feita em 30 minutos.
  • No modo 3 em casa, numa Wallbox 32 A, adquirida ou alugada, o carregamento da bateria é acelerado e feito em 7h30 com corrente monofásica, ou em 5 h com corrente trifásica com carregador opcional 11 kW.
  • No modo 2 em casa, a bateria carrega em 15 h numa tomada de 16 A do tipo Green’up Legrand, e em mais de 24 h numa tomada doméstica normal (standard).

Na Europa, a Citroën espera que 10% das vendas da gama C4 sejam da variante elétrica, no lançamento. em breve, essa quota EV deverá subir para 20%.

Para facilitar a vida dos clientes e permitir-lhes que desfrutem do seu automóvel elétrico com tempos de carregamento acelerados para o dia-a-dia, a Citroën pode tratar de tudo e oferece uma solução “one stop shop” para instalação de uma Wallbox em casa.

Os carregamentos são simplificados e podem ser programados ou diferidos, para poder, por exemplo, beneficiar de tarifas mais vantajosas (horários de pico).

Sobre preços, a marca não avançou com cifras, por enquanto. Vincent Cobée, CEO da Citroën, afirmou apenas que o desafio da indústria automóvel é de colocar um EV ao mesmo preço de um modelo com motor de combustão interna e que a Citroën quer liderar esse movimento: “O acesso à tecnologia elétrica é uma das nossas ambições para que a mobilidade sustentável possa ser acessível. Estamos no encalce dessa meta para que as pessoas possam ter essa alternativa”.

Esta programação está acessível no touchscreen do carro ou na app My Citroën.

No painel de instrumentos digital, o condutor possui, aliás, um modo específico e dedicado para visualizar o indicador de autonomia, bem como 3 widgets (aplicações ou ferramentas) à escolha: indicador de potência, fluxo de energia ou consumo do conforto térmico, um dispositivo para visualizar o impacto dos elementos de conforto térmico no consumo de energia.

O touchscreen dispõe de páginas específicas, acessíveis diretamente a partir de um botão na consola central, que apresentam o estado de funcionamento do sistema ou a configuração do carregamento diferido da bateria.

Quando o veículo se encontra à carga, surgem no ecrã informações e dados como o tempo restante para o carregamento total (em horas e minutos), a autonomia recuperada (em km) ou a taxa de carregamento recuperado da bateria (em %), entre outros.

O touchscreen é de 10’’, podendo ser explorado com o toque dos dedos, mas também através de reconhecimento vocal – permite fazer a parametrização do veículo, aceder ao sistema multimédia, mas também ao telemóvel, à climatização e à navegação.

Batentes hidráulicos progressivos

Os novos C4 e ë-C4 estão dotados de série de suspensões com batentes hidráulicos progressivos estreados no C4 Cactus e no SUV C5 Aircross. Ainda em matéria de conforto, a marca francesa coloca no C4 os bancos Advanced Comfort, de série nas versões coração de gama, nos ambientes Urban Grey, Metropolitan Grey, Metropolitan Blue, Hype Black e Hype Red.

As jantes de liga de liga diamantadas de 18” do novo ë-C4 foram desenvolvidas especificamente para aumentar o conforto vibratório, explica o fabricante.

Combinações de cores e ambientes

Cada cliente poderá configurar o seu automóvel à sua imagem, já que estão disponíveis 31 conjugações de cores e de “packs color” exteriores e 6 ambientes interiores.

  • 7 cores exteriores: Branco Banquise, Preto Obsidien, Cinza Acier, Cinza Platinium, Vermelho Elixir, Castanho Caramel e Azul Iceland.
  • 5 Packs Color: Glossy Black (Preto Brilhante), Sable Métal (Areia Metalizado), Gris Texturé (Cinza Texturado), Anodised Deep Red (Vermelho Vivo Anodizado) e Anodised Blue (Azul Anodizado). Este último aplica-se apenas ao novo ë-C4 – 100% ëlectric e é idêntico ao que está disponível no SUV C5 Aircross Hybrid. Estes Packs Color típicos dos modelos Citroën são constituídos por inserções coloridas em volta dos faróis de nevoeiro e nos Airbump.

Em termos de habitabilidade, a marca aposta num espaço interior com uma distância de 198 mm ao nível dos joelhos nos lugares traseiros. Nos lugares posteriores, há 1.380 mm de largura ao nível dos ombros e 1.440 mm ao nível dos cotovelos.

O volume de bagageira é de 380 litros.

Para maior conveniência, o piso com duas posições permite compartimentar a bagageira e beneficiar de um piso plano quando o banco traseiro é rebatido. Este piso de duas posições pode ser mantido numa posição oblíqua para facilitar o acesso à bagageira. No caso do novo ë-C4, oferece a possibilidade de armazenar os cabos de carregamento, ou outros objetos, sob o piso.

A abertura das encomendas será no Verão e a chegada a Portugal em dezembro.

Características técnicas do novo C4
► Comprimento: 4.360 mm
► Largura: 1.800 mm / 2.032 mm com retrovisores abertos/1.834 mm com retrovisores recolhidos
► Altura: 1.525 mm
► Distância entre eixos: 2.670 mm
► Diâmetro das rodas: 690 mm
► Diâmetro de viragem: 10,9 m
► Distância ao solo: 156 mm
► Volume da bagageira: 380 L
► Altura do plano de carga: 715 mm

 

Novo ë-C4 – 100% Elétrico:

  • Potência: 136 cv (100 kW)
  • Bateria: Alta Tensão 400 V Iões de Lítio 50 kWh
  • Binário: 260 Nm
  • Autonomia: 350 kmi – ciclo WLTP
  • Velocidade máxima: 150 km/h
  • 0-100 km/h: 9,7 s (modo Sport)
  • Tempos de carregamento:
    > Posto público 100 kW: bateria carregada a 80% em 30 min., ou seja, 10 km/min
    > Wall Box 32 A: entre 5 h (sistema trifásico com carregador opcional 11 kW) e 7h30 (sistema monofásico)
    > Tomada doméstica: entre 15 h (tomada reforçada) e mais de 24 h (tomada normal (standard)

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of