A Jaguar Land Rover aceitou colaborar com a Câmara Municipal de Oslo, Noruega, para criar a primeira frota de táxis com carregamento sem fios de alta potência.

No programa, batizado “ElectriCity”, o fabricante irá trabalhar em parceria com várias entidades -para construir uma infraestrutura de carregamento de alta potência para táxis na capital norueguesa.

A parceria foi firmada com uma empresa de táxis escandinava Cabonline (a NorgesTaxi AS), o operador de pontos de carregamento mais importante da região, a Fortum Recharge, a empresa de tecnologia dos Estados Unidos, Momentum Dynamics, e a Câmara Municipal de Oslo.

Será o primeiro sistema de carregamento sem fios de alta potência para táxis elétricos do mundo.

Em complemento, ao disponibilizar um modelo de infraestrutura de carregamento que poderá ser implementada quase em qualquer local, este projeto irá impulsionar a implementação global de veículos elétricos.

A Fortum Recharge, que será encarregada da instalação e eletrificação do projeto, identificou a necessidade de otimizar a experiência de carregamento dos taxistas de Oslo e conseguiu que a Momentum Dynamics participasse para integrar a infraestrutura de carregamento sem fios.

A Jaguar Land Rover irá colocar 25 veículos I-Pace à disposição da Cabonline, a maior rede de táxis da Escandinávia.

Uma equipa de engenheiros e técnicos da Momentum Dynamics e da Jaguar Land Rover já testou a solução, enquanto a Cabonline se comprometeu a utilizar a frota como parte do programa ElectriCity de Oslo.

“Os taxistas necessitam de uma grande eficiência de utilização, pelo que o sistema de carregamento não os deverá desviar da rota durante a sua jornada de trabalho. No solo dos locais de largada e recolha de passageiros serão instalados conjuntos de várias placas de carregamento de 50 a 75 kW cada uma”, explica o fabricante.

Desta forma, os táxis adaptados poderão ser carregados enquanto esperam pelo próximo passageiro. O sistema, que não utiliza cabos e é instalado sob o solo, não necessita de contacto físico entre o carregador e o veículo, sendo ativado automaticamente e proporciona uma média de 6 a 8 minutos de energia por cada carregamento de até 50 kW.

A parceria com o programa “ElectriCity” de Oslo coloca a Jaguar Land Rover ao lado dos objetivos “Destination Zero”, visando um futuro com zero emissões, zero acidentes e zero engarrafamentos.

Cada táxi recebe cargas múltiplas durante o dia quando regressa ao ponto de largada e recolha, pelo que mantém um nível elevado de carga da bateria, podendo funcionar 24 horas por dia e 7 dias por semana sem restrições de autonomia.

Táxis são perfeitos para o teste

Sir Ralf Speth, Chief Executive da Jaguar Land Rover, sublinha que “o setor dos táxis é perfeito para testar o carregamento sem fios e a mobilidade elétrica de longa distância em geral. Esta plataforma de carregamento de alta potência, intrinsecamente segura e eficiente, será crucial para as frotas de veículos elétricos, dado que a infraestrutura será mais eficiente que atestar um veículo convencional”.

Oslo será a primeira zona metropolitana do mundo a instalar estações de carregamento sem fios de alta potência com tecnologia de indução para táxis elétricos; o objetivo é que o seu sistema de táxis deixe de gerar emissões muito brevemente, em 2024.

A Noruega quer ir mais além, dado que foi apresentada uma lei para que todos os veículos novos vendidos no país sejam zero emissões a partir de 2025.

Todos os táxis de Oslo serão zero emissões a partir de 2024

Para Arild Hermstad, vice-presidente da Câmara de Oslo (na foto), com tutela do Ambiente e Transportes, “é com grande prazer que recebemos contribuições de entidades privadas que nos ajudam a tornar a nossa ideia realidade. Integrado no compromisso de reduzir as emissões em 95% até 2030, devemos implementar variadas medidas entusiasmantes, mas o transporte continua a ser um desafio. Ao melhorar a infraestrutura e otimizando o carregamento para o setor dos táxis, temos a segurança de que todos os táxis de Oslo serão de zero emissões a partir de 2024. Para atingir o nosso objetivo, o setor público, os políticos e as empresas privadas devem trabalhar em conjunto, como ocorre neste projeto”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of