Jantar em casas de vidro com vista para os canais de Amsterdão

0
236

Depois de meses de incerteza e de atividades económicas interrompidas por tempo indefinido, chegou a altura de começarmos a regressar aos poucos à normalidade. Mas os cuidados redobrados continuam a ser imprescindíveis, nomeadamente por parte dos empresários.

Pede-se a estes profissionais que se reinventem e desenvolvam estratégias que permitam a reabertura dos seus negócios sem riscos para a saúde pública. E foi exatamente isso que os proprietários do restaurante vegano Mediamatic ETEN, em Amesterdão, na Holanda, fizeram.

Nesta fase de adaptação, a equipa decidiu testar a eficiência, nomeadamente a longo prazo, de uma estrutura que se assemelha a uma casa de vidro. No interior destas “barraquinhas” é colocada uma mesa onde cabem somente três pessoas. Desta forma, assegura-se o distanciamento social e reforça-se a segurança entre colaboradores e clientes.

O isolamento dos grupos de clientes durante as refeições não foi a única mudança implementada neste restaurante devido ao COVID-19. Passou também a ser obrigatório os empregados usarem luvas e protegerem a cara com viseiras transparentes. Além disso, servem as refeições numa tábua comprida em madeira de forma a evitarem contacto físico desnecessário com os clientes.

Mesmo com todas estas medidas restritivas necessárias em tempos de pandemia, continua a ser uma experiência prazerosa ir jantar fora. Se não repare: enquanto janta nestas “casas de vidro” é possível usufruir da vista para os canais de Amesterdão. Para requintar ainda mais o ambiente, o jantar é feio à luz das velas.

 

 

Amigos e familiares usados como cobaias

Esta nova opção das “casas de vidro” foi testada, numa fase inicial, com amigos e familiares da equipa do restaurante. Quanto ao balanço desta experiência, este não podia ser mais positivo.

Janita Vermeulen garantiu em à agência de notícias Reuters que jantar naquelas estruturas é “muito aconchegante”. Esta acrescentou ainda que “a experiência foi agradável e a comida deliciosa”.

Apesar deste feedback bastante favorável, o staff do estabelecimento confessa ainda estar a reaprender a fazer as limpezas e o serviço a que já estavam habituados. Tarefas como retirar pratos vazios da mesa de forma elegante para mostrar cuidado perante o cliente têm agora de ser adaptadas a uma realidade moldada pelo COVD-19.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of