A Renault vai fazer chegar aos seus concessionários oficiais em setembro o Captur E-Tech Híbrido Plug-In 160, o primeiro crossover híbrido PHEV do segmento B.

O SUV pode, desde já, ser encomendado na rede oficial da marca, tendo o construtor divulgado os seus preços: 33.590 euros (para a versão Exclusive) e 36.590 euros (para o nível Initiale Paris).

No lançamento será disponibilizada uma Edition One a custar 33.590 euros.

A marca sublinha que são valores de comercialização que poderão ser facilmente rentabilizados, levando em consideração os seus custos de utilização e por comparação às versões a gasolina ou Diesel.

Custos de utilização face a gasolina e Diesel

Deste modo, por exemplo, em relação à versão a gasolina de potência equivalente, o Captur E-Tech Plug-in 160 reivindica consumos inferiores em cerca de 75%. Ou seja, com um consumo, em ciclo misto de apenas 1,5 l/100km e contabilizados também os custos de eletricidade, cada 100 quilómetros percorridos terá um custo na ordem dos 2,50 euros, contra os 10 euros/100km de uma versão a gasolina ou os 7 euros de uma variante a gasóleo.

Feitas as contas, numa quilometragem anual de 15.000 quilómetros, o custo em combustível e eletricidade rondará os 375 euros/ano, contra os 1.500 euros de um motor a gasolina e os 1.050 euros de um Diesel.

No âmbito do Eco Plan, lançado pela Renault Portugal no início de 2020, o Captur Híbrido Plug-in beneficia de um apoio de 2.500 euros para o abate de um automóvel com idade igual ou superior a 12 anos (acumulável com outros apoios do Estado em vigor).

O custo de utilização é ainda minimizado pelas vantagens fiscais, para clientes empresariais, associadas aos modelos híbridos PHEV.

No valor de aquisição do Captur, o IVA é 100% dedutível; a taxa de tributação autónoma é de 10% (ou de 17% para as versões com valor de aquisição superior a 35.000 euros); o IVA associado aos carregamentos de eletricidade é 100% dedutível; 75% de desconto no ISV e uma dedução fiscal em amortizações até 50.000 euros.

Características técnicas

O Captur E-Tech Híbrido Plug-in 160 debita 158 cv, graças aos 91 cv do motor a gasolina de 1.598 cc de cilindrada e aos 67 cv (49 kW) do motor elétrico de tração, que surge associado a uma bateria de 10.4 kWh (345V).

O segundo motor elétrico é um Alternador Gerador de Alta-Voltagem (HSG) para os arranques e alimentação em modo elétrico.

Sabia que…
… também em setembro chegará aos stands a versão Plug-in da carrinha Mégane? Neste momento, ainda não há preços oficiais para a Mégane Sport Tourer Plug-in 160.

Esta nova versão – também a mais potente da gama – permite percorrer até 50 km em modo 100% elétrico, a uma velocidade máxima de 135 km/h em ciclo misto (WLTP) e 65 km em ciclo urbano (WLTP City). Todos os arranques são efetuados em modo 100% elétrico.

O Captur E-Tech Plug-in 160 é equipado com uma caixa de velocidades multimodo sem embraiagem.

Numa tomada de 16 A (WallBox ou num terminal público), este Captur leva três horas para carregar a bateria.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of