Com o aumento da preocupação em torno da poluição atmosférica e sonora, várias forças policiais europeias estão a recorrer, cada vez mais, a veículos elétricos para atender às suas necessidades de mobilidade.

A Hyundai deu, recentemente, conta, em comunicado, de alguns casos em que organismos policiais de diferentes países têm escolhido os seus modelos elétricos, designadamente o Kauai Electric (nas variantes de 39 kWh e 64 kWh) e até o Nexo a hidrogénio.

Refere a marca coreana que os Hyundai EV são usados ​​pela polícia na Suíça, Holanda, Espanha (em Valência), Reino Unido (polícia de Sussex e polícia do Norte de Gales, indo a polícia de Hampshire receber nove unidades do Kauai EV em breve), Alemanha e Itália.

Em termos de Hyundai, o construtor sul-coreano afirma que há um ano, a força policial do Cantão de St. Gallen, na Suíça, adicionou 13 unidades do Kauai Electric à sua frota – cinco como carros de polícia e oito como veículos civis. O intuito da transição para a mobilidade elétrica foi reduzir o ruído e as emissões no Cantão.

Na Holanda, diz a Hyundai, as forças policiais em Amesterdão, Holanda Oriental e Holanda Central também estão a testar a adequação do Kauai Electric como uma viatura policial, em nome de patrulhamentos mais sustentáveis.

Porém, outras viaturas elétricas, de outras marcas, têm estado na lista de compras de forças de autoridade pelo mundo inteiro, o que demonstra que, tanto em autonomia, como em “performance”, como em fiabilidade e custos de manutenção, os EV estão a bater os convencionais modelos com motores de combustão interna na preferência das polícias.

Como um bónus adicional, o EV também está a demonstrar que funciona muito bem como um carro de vigilância, pois os criminosos não conseguem ouvir o carro quando ele se aproxima.

Os casos a seguir, na galeria de imagens, são alguns exemplos do uso de veículos de emissão zero como carros de polícia:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of