Com a pandemia do COVID-19, o mercado de veículos na Europa caiu abruptamente. Os dados dos analistas da Jato Dynamics apontam para um retrocesso de 51,9% em março.

Foi mesmo o pior mês de março na Europa, desde, pelo menos, 1990.

Todos os 27 países analisados apresentaram um saldo negativo, ainda que a severidade do impacto tenha sido distinta, indo desde a ligeira perda de 1% de Finlândia e Lituânia até aos devastadores 86% de declínio evidenciado por Itália.

Portugal surge com a 8ª pior queda de mercado no mês de março, com perdas de 57%.

Aliás, o volume total combinado de vendas de veículos novos nos oito mercados onde o mercado automóvel encolheu mais em março (Itália, França, Espanha, Áustria, Irlanda, Eslovénia, Grécia e Portugal) passou de 634.600 unidades (em março de 2019) para 161.800 unidades (em março de 2020).

Por tipo de combustível, surgem dados interessantes.

Matrículas em março nos 27 países da Europa, por tipo de combustível: Gasolina (55%), Diesel (27%) e EV (17%); Fonte: Jato Dynamics

No meio deste tumulto que atravessamos, os EV conseguiram subir a sua quota de mercado na Europa, passando a assinalar 17,4% de penetração no mês de março, segundo os indicadores trabalhados pela Jato Dynamics.

Isto representa uma subida de 10,1 pontos percentuais, por comparação com março de 2019.

Neste cenário, vale a pena reter que o Tesla Model 3 conseguiu superar o seu melhor feito nas estatísticas globais da Europa (um 3º lugar, em dezembro último), ascendendo, em março, na Europa ao segundo lugar mais alto do pódio das vendas, batido apenas pelo VW Golf.

O quadro que abaixo reproduzimos da Jato Dynamics mostra o “Top 10” de modelos mais vendidos na Europa, em março de 2020: ranking geral; híbridos, PHEV e elétricos.

Mercado automóvel em Portugal com queda histórica de 84,6% em abril

Estes dados conhecem-se numa altura em que a Associação Automóvel de Portugal (ACAP) avançou já com as estatísticas de vendas do mercado português em abril que mostram uma profunda diminuição de 84,6%.
“Nem em fevereiro de 2012, em plena crise financeira internacional, com uma descida histórica de 52,3%, o mercado caiu tanto num único mês, como no passado mês de março (-56,6%) e em abril de 2020 (-84,6%). Em abril de 2020 foram matriculados, pelos representantes legais de marca a operar em Portugal, 3.803 veículos automóveis, ou seja, menos 84,6% do que em igual mês do ano anterior”, saliuenta a ACAP que acrescenta que no período de janeiro a abril de 2020, foram colocados em circulação 56.744 veículos novos, o que representou uma diminuição homóloga de 39,8%.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of