Apesar do fim do Estado de Emergência, a pandemia do vírus SARS-CoV-2 prossegue e milhares de pessoas permanece a maioria do seu tempo em confinamento. Os maiores consumos de luz e água implica um acréscimo do valor das faturas dos consumidores e um agravamento, por essa via, da pegada ecológica.

A pensar nisso, Miele compilou algumas recomendações gerais para reduzir o consumo de luz e de água, as quais acabam por ser válidas, não apenas neste contexto de COVID-19, mas também para o resto dos dias.

Se cada pessoa tiver em conta estes pequenos gestos na sua rotina diária, o consumo será reduzido, refere a miele.

1. No que respeita ao uso do frigorífico, a Miele recomenda que, no momento de cozinhar, se pense previamente em todos os ingredientes que vão ser necessários, tirando-os todos de uma só vez. Isto faz com que não seja necessário estar constantemente a abrir e a fechar a porta, gesto que modifica a temperatura interior e é muito exigente em termos de consumo para o aparelho.

2. Por outro lado, muitos frigoríficos dispõem de uma função que permite baixar a temperatura de forma temporizada que, no caso da Miele, se chama SuperCool. O simples gesto de ativar a opção antes de ir às compras evita uma perda de energia excessiva ao voltar a encher o aparelho com os produtos comprados. O mesmo é válido para o congelador, neste caso com a opção SuperFrost da Miele.

3. Tanto da máquina de lavar roupa como da máquina de lavar louça, a Miele sugere que o consumidor deve tentar utilizar o programa automático sempre que disponível, uma vez que este tipo de programa foi concebido para ajustar a água e a energia à carga que está a ser lavada no momento.

4. No caso concreto da máquina de lavar louça, a Miele diz que é normal cometer um erro muito comum: passar a louça ou copos por água antes de os colocar na máquina. ”Este gesto consome mais água do que é necessário, uma vez que a máquina consegue eliminar a sujidade por si mesma. Além disso, quando eliminamos as manchas ou gordura fazemos com que o detergente se torne menos eficaz”, destaca a marca de eletrodomésticos.

“Caso tenha de adquirir um novo aparelho, a Miele recomenda que procure sempre um eletrodoméstico que tenha um certificado energético mais eficiente. Por exemplo, as máquinas de lavar roupa da marca alemã chegam a consumir menos 50% em relação à classe A+++”, declara a empresa.

5. Por outro lado, utilizar a máquina de lavar louça para lavar peças como filtros dos exaustores ou caixas dos frigoríficos e mesmo alguns brinquedos das crianças (colocados num saco adequado) também permite poupar água, energia e obter resultados de limpeza e desinfeção muito mais eficientes.

6. No caso concreto da máquina de lavar roupa, a Miele indica que é conveniente efetuar a centrifugação à potência máxima permitida na etiqueta da peça, para que esta não se deteriore e esteja o mais seca possível antes de a colocar na máquina de secar (reduzindo assim a energia consumida por esta máquina) ou a secar em locais da casa que possam ter maior humidade.

7. Ainda que não esteja diretamente relacionado com o consumo energético, é importante dosear bem a quantidade de detergente utilizado na máquina de lavar roupa ou na máquina de lavar louça. “Há uma tendência em colocar detergente a mais, resultando num gasto desnecessário de produto e de água quente no enxaguamento”, refere a empresa.

8. Em termos de forno, a Miele indica que hoje existem muitos equipamentos que permitem cozinhar vários pratos de uma só vez. “Uma boa organização ajuda não só a reduzir o consumo energético, mas também a otimizar o tempo”, sublinha a Miele.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of