A Hyundai revelou mais detalhes sobre o seu concept elétrico “Prophecy”. Num novo vídeo de apresentação, Luc Donckerwolke, Chief Design Officer da Hyundai Motor Group, detalha algumas das principais características no interior e exterior do veículo.

Para além de ser um concept, o nome “Prophecy” deste Hyundai refere-se ao facto deste veículo apresentar ideias e funcionalidades que a marca desenvolverá no futuro.

Uma das características interessantes do modelo é o seu mecanismo de condução. Em vez de um volante de condução posicionado no painel em frente ao condutor, o “Prophecy” é controlado por dois joysticks localizados à esquerda e à direita do condutor: um na consola central e outro no revestimento da porta.

Explica Luc Donckerwolke que esta solução de comandos, em combinação com um interior espaçoso, permite não apenas uma posição de condução mais confortável, como também liberta mais espaço no painel para outros equipamentos.

Os veículos elétricos são muito mais compactos que os de combustão interna, por não terem necessidade de ter um capot dianteiro amplo ou de uma consola central volumosa. Isto permite que os designers recuperem este espaço para usufruto dos passageiros.

Controlo por botões nos joysticks

Além disso, 90% das funcionalidades do veículo podem ser controladas através dos botões presentes nos joysticks, de forma a que não seja necessário que o condutor retire as mãos dos mesmos para alterar uma música.

Depois do “45”, o “Prophecy” é o segundo veículo da Hyundai a ser construído utilizando a Plataforma Modular Elétrica Global ou “E-GMP” – a primeira plataforma EV exclusiva da Hyundai.

“Esta configuração ergonómica é conhecida como Intuitive Human Interface. Tem como benefício o aumento da segurança dos passageiros, assim como um maior campo visual”, afirma a Hyundai.

Outro aspeto curioso deste protótipo é a posição de condução que se molda à ergonomia do condutor.

“O novo Smart Posture Care System (SPCS) permite que os condutores desfrutem de uma posição de condução otimizada com base nas suas características físicas”, declara o construtor.

Assim, o condutor pode optar por ajustar o banco manualmente para atender às suas preferências ou permitir que o veículo sugira uma posição de condução “smart”. Nesse modo “smart”, estando sentado, o condutor insere a sua altura, altura e o seu peso.

Sabia que…
… o “Prophecy” foi inspirado nos automóveis vintage das décadas de 1920 e 1930, com um desenho semelhante a um coupé? O seu design parece-nos ser uma mescla de traços de modelos desportivos como Nissan 370Z, Porsche 911 ou Audi TT.

Posto isto o veículo ajusta-se automaticamente às características físicas do condutor. O SPCS controla o assento, o espelho retrovisor e o head-up display, encontrando-se baseado em informações verificadas.

Infotainment com modo relax

O sistema de infotainment está integrado num ecrã que se estende por toda a parte da dianteira do interior do veículo. Quando não se está a conduzir, o veículo pode ser usado como um espaço de entretenimento, alterando para o “Modo Relax”. Neste modo, os assentos reclinam e o painel de instrumentos sobe de posição, criando uma posição mais adequada para se visualizar o conteúdo exibido no painel. Devido à ausência de um volante de condução, os passageiros não possuem obstáculos visuais.

“À medida que a tecnologia de condução autónoma evolui, o potencial dos veículos serem utilizados como espaço de relaxamento e entretimento aumentará significativamente de importância”, afirma a Hyundai.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of