“Vamos encontrar soluções mais rápido do que o vírus se espalha” é o novo desafio lançado pela plataforma de inovação aberta portuguesa Taikai.

A Taikai tem a ambição de ser uma comunidade de inovadores que ajuda as diversas organizações na componente de inovação e transformação digital. A plataforma e rede social junta grandes empresas, empreendedores e estudantes em competições de inovação aberta com o objetivo de resolver os desafios específicos de transformação digital nas organizações. Foi fundada em 2018, no âmbito do programa de apoio à criação de Minimum Viable Products da Bright Pixel, venture building studio.

Aproveitando o apoio de diversas empresas da comunidade tecnológica, a Taikai quer ajudar equipas multidisciplinares a encontrarem-se para desenvolver um novo projeto ou dar visibilidade a iniciativas já existentes na linha do combate à pandemia do COVID-19.

Deste desafio (“Fight COVID-19 Open Challenge”), a startup espera que se criem novas soluções tecnológicas que ajudem a gerir os problemas atuais que as entidades de saúde enfrentam, como a grande afluência aos serviços e às linhas de apoio, e que promovam a informação e consciencialização da população.

“Acreditamos que a colaboração aberta trará mais valor e de forma mais célere, pois permite criar equipas multidisciplinares que conseguem dar inputs de áreas diferentes que, no fim, acabam por se complementar e construir uma solução mais completa e robusta”, defende Mário Alves, fundador e CEO da Taikai.

Fight COVID-19 Open Challenge é o mote

“Em Portugal temos imenso talento em tecnologia aplicada às mais diversas indústrias e estamos confiantes que esta união irá ter um impacto relevante no combate à pandemia COVID-19”, acrescenta Mário Alves.

O desafio da Taikai conta com o apoio de grandes empresas tecnológicas do panorama português, como a OutSystems, HypeLabs, Infraspeak, Codavel, Tonic App, Zaask, AddVolt, B-Parts, Climber, Knock, Hijiffy, GoParity, ByTalk, entre outras.

A Taikai integra o movimento da comunidade tecnológica TECH4COVID19 e irá receber também os projetos que daqui resultarem.

Atualmente, estão a ser desenvolvidas 12 soluções que procuram endereçar diferentes problemas, como melhorar o tracking de redes de contágio, facilitar videochamadas entre médicos e pacientes para garantir cuidados de saúde primários ou a criação de uma rede de suporte a médicos e enfermeiros deslocados, entre outros.

O deadline ainda está por definir, uma vez que terminará quando o vírus for destruído, mas a startup apela a uma resposta rápida para evitar uma maior propagação.

Responsáveis da Taikai

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of