Não demorou afinal muito tempo para a Renault desvendar o Twingo Z.E., a variante 100% elétrico do seu popular citadino que será introduzida nos mercados a partir do final deste ano.

Com tração traseira – tal como a equivalente versão com motor de combustão -, o Twingo elétrico surge com um motor do Zoe (que a Renault denomina de R80) com 82 cv de potência (60 kW) e 160 Nm de binário.

Ou seja, apesar de partilhar a plataforma com o Smart Forfour EQ e do Smart ter até o mesmo nível de potência, o Twingo elétrico utiliza um conjunto motopropulsor distinto, de origem Renault.

A sua velocidade máxima é de 135 km/h e a sua aceleração dos 0 aos 50 km/h é cumprida em cerca de quatro segundos.

Bateria LG de 22 kWh

Graças a uma bateria LG de 22 kWh de iões de lítio refrigerada a líquido que pesa 165 kg, este veículo tem uma autonomia anunciada para a cidade de 250 km, de acordo com o ciclo WLTP.

O Twingo Z.E. apresenta três modos de regeneração.

No ciclo WLTP completo (57% em cidade, 25% em meio suburbano e 18% em autoestrada), este EV garante 180 km de alcance.

O carregamento completo numa tomada doméstica de 2,3 kW levará 13 horas e 30 minutos. Com uma Wallbox de 3,7 kW, essa duração diminuirá para 8 horas, enquanto uma Wallbox de 7,4 kW reduzirá o tempo para metade, ou seja, para 4 horas.

A Renault refere que um carregamento de 0 a 80% num ponto de carregamento de 11 kW exige 2 horas e 10 minutos, enquanto a partir de um ponto de carregamento de 22 kW, esta carga 0-80% será feita em 63 minutos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of