A Câmara Municipal do Porto pretende instalar, no âmbito do projeto “Porto Solar”, sistemas fotovoltaicos em 29 coberturas de edifícios municipais, 25 dos quais escolas da rede pública municipal.

O efeito multiplicador desta medida poderá ser ainda maior, salienta a autarquia, considerando que o município prevê instalar sistemas fotovoltaicos em edifícios onde é feito o carregamento de parte da frota elétrica municipal, situação que permitirá que os veículos possam carregar com base em eletricidade 100% renovável.

O município explica que o concurso público, que foi lançado, prevê a instalação inicial de uma potência de 1MW (MegaWatt), e irá diminuir a utilização de energia elétrica proveniente da rede em cerca de 27%, num total de 1,4 GW (GigaWatts) por ano.

505 toneladas de emissões

A poupança energética irá contribuir igualmente para a diminuição anual das emissões de gases com efeitos de estufa, na ordem das 505 toneladas, segundo os cálculos da autarquia, correspondendo ainda a uma descida na fatura da eletricidade superior a 150 mil euros por ano.

“Ao privilegiar a instalação destes equipamentos em escolas, a autarquia pretende sensibilizar alunos e comunidade para as mais-valias da energia solar, despertando consciências e induzindo comportamentos”, diz o município.

O investimento municipal, realizado através da Domus Social, é de um milhão de euros, considerando a autarquia do Porto que o tempo de retorno do investimento será inferior a seis anos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of