Na próxima temporada, a Fórmula E irá tornar-se oficialmente num Campeonato do Mundo FIA, com a competição elétrica a adotar em 2020/21 o Gen2 EVO, uma versão reestilizada do atual monolugar. Recorde-se que o atual Gen2 está no quarto ano do seu ciclo.

Como parte dessa evolução aerodinâmica, a campeã em título DS Automobiles e a sua parceira Techeetah, onde corre o português António Félix da Costa e conta com o apoio da também portuguesa Efacec, apresentaram o projeto de design do seu futuro carro, reservando mais detalhes para março.

Entre 2018 e 2019, a potência do motor dos monolugares da Fórmula E fixou-se nos 250 kW, com uma bateria de 52 kWh que permitiu que os pilotos completassem a distância total de um E-Prix sem necessidade de troca de carro.

Destaques, desde já, para as alterações ao nível dos apêndices dianteiros e traseiros, a adição de uma “barbatana de tubarão” na tampa do motor e supressão das coberturas das rodas dianteiras.

Supervisionado pelo DS Automobiles Design Studio, o design do DS Techeetah Gen2 EVO integra o facelift desenvolvido para aquela que será a 7ª temporada da categoria, mantendo as cores preto e dourado do atual DS E-Tense FE20.

A apresentação oficial do Gen2 EVO da Fórmula E terá lugar a 3 de março de 2020, no stand da FIA no Salão Automóvel de Genebra, na presença da equipa DS Techeetah e do seu piloto Jean-Eric Vergne, bicampeão de Fórmula E.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of