Pedro Amaral Jorge
Pedro Amaral Jorge
Presidente da APREN – Associação Portuguesa de Energias Renováveis

Para 2020 destacamos positivamente a nova versão do Plano Nacional Energia e Clima 2030, no qual Portugal se compromete a atingir uma incorporação de energia renovável na geração de eletricidade de 80% e a definição das medidas concretas presentes no Orçamento do Estado 2020.

Renováveis 2020: confiança no crescimento após um 2019 em destaque

0
668

O setor da eletricidade renovável destacou-se em 2019, com a contribuição de três fatores que considero relevantes no enquadramento de descarbonização em que vivemos. O primeiro foi, sem dúvida, o leilão de 1.400 MW de capacidade de rede para a geração de eletricidade a partir de fonte solar fotovoltaica, um evento que surpreendeu o país, tendo registado as tarifas de eletricidade renovável mais baixas de sempre.

O segundo, o facto de no mês de novembro ter sido alcançado mais um marco histórico da tecnologia eólica de Portugal continental, com uma geração diária nunca antes verificada, de 103,1 GWh. O terceiro foi já no final do ano, em dezembro, altura em que Portugal superou, mais uma vez, o período ininterrupto de consumo 100 % renovável, com as renováveis a assegurarem durante 131 horas (o correspondente a 5 dias e meio), com início no dia 18, a satisfação do consumo em Portugal continental, tendo este facto resultado de uma acentuada geração hidroelétrica e eólica. Ficou assim demonstrada, mais uma vez, a elevada resiliência do sistema elétrico nacional face a grandes níveis de integração renovável.

Renováveis baixaram o preço da eletricidade

Destacando em termos de preços, no leilão de 1.400 MW foram obtidas as tarifas médias mais baixas de sempre e por um período de 15 anos: o regime de remuneração garantida, para o qual resultou uma tarifa média de 20,4 €/MWh, e o regime de remuneração geral, com uma contribuição média para o sistema de 21,4 €/MWh.

Com este resultado, demonstra-se que a eletricidade renovável gera um sobreganho para o Sistema Elétrico Nacional (SEN) e para o consumidor de eletricidade que, de acordo com o Secretário de Estado da Energia, João Galamba, atingirá os 600 milhões de euros. Em dezembro, as renováveis contribuíram significativamente para a redução do preço do mercado diário de eletricidade, que registou um valor de 33,7 €/MWh, tendo o preço médio diário anual ficado nos 47,9€/MWh. Pode-se assim concluir que uma elevada incorporação de renovável reduziu o preço médio diário em 30%.

Hidrogénio verde tornado possível

São, aliás, estes preços de geração de eletricidade alcançados em Portugal pelas tecnologias renováveis que criam as condições para que possam surgir projetos como o de geração de hidrogénio verde. Energia solar e eólica com geração complementar de hidrogénio verde (obtido através de eletrólise da água) serão, de facto, as maiores fontes de energia renovável em Portugal.

Para 2020 destacamos positivamente a nova versão do Plano Nacional Energia e Clima (PNEC) 2030, no qual Portugal se compromete a atingir uma incorporação de energia renovável na geração de eletricidade de 80% (com um muito provável ponto de partida na ordem dos 59%), e a definição das medidas concretas presentes no Orçamento do Estado 2020;

o lançamento de  dois novos leilões de atribuição de capacidade de injeção na rede que resultem na atribuição de, pelos menos, 2 GW de nova capacidade renovável, incluindo “despachável”;

o licenciamento de pelo menos 250 MW em sistemas híbridos, que otimizam investimentos já realizados na rede e que, através da combinação de diferentes fontes de energia renovável complementares, como por exemplo solar e eólica ou solar e hídrica, constituem uma forma particularmente eficiente de aumentar a capacidade renovável instalada; e ainda a entrada em  funcionamento de mais de 700 MW de nova capacidade de energia solar fotovoltaica, fruto de licenças atribuídas desde 2016, com o objetivo de atingir um total de 1,5 GW de energia solar fotovoltaica em funcionamento no SEN até final de 2020.

Foto de Mariana Proença no Unsplash

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of