Foto: CML

Cerca de 200 entidades, entre empresas, escolas e organismos públicos, assumiram numa cerimónia pública o Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020 – Ação Climática Lisboa 2030. No total, serão implementadas mais de 2.100 ações, entre as quais se incluem a redução e separação de resíduos, a mobilidade sustentável ou a poupança energética.

O acordo foi assinado dia 29 de janeiro, na sede da Polícia Municipal de Lisboa.

Cada uma das duas centenas de organizações assume os seus compromissos específicos, dentro do quadro geral e espírito de Lisboa Capital Verde Europeia 2020.

Plantação de árvores nas áreas envolventes dos edifícios das diferentes instituições e empresas, adoção de iluminação LED e de luzes com detetores de presença para economizar energia, veículos elétricos nas frotas, aumento da percentagem de reciclagem, fornecimento aos colaboradores de minutos de uso mensal de uma solução de mobilidade partilhada ou substituição de sacos de plástico de uso único como uma alternativa ao carro de serviço são alguns dos aspetos contemplados por diferentes empresas.

Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, refere que as diversas medidas previstas assentam, por isso, “em ações para a mudança efetiva de comportamentos”.

O acordo fica a partir de agora simbolicamente representado no Mural do Compromisso, na Avenida Calouste Gulbenkian. O Mural ocupa uma área de 240 m2.

Foto: CML

O trabalho, em grafitti e azulejo, é da autoria do artista Smile1art e da fábrica de azulejo português Viúva Lamego.

“Para estarmos na linha da frente da concretização de uma agenda pela sustentabilidade teremos que estar como um todo”

“Lisboa tem uma posição clara em matéria de combate as Alterações Climáticas. Subscrevemos o Pacto dos Autarcas para o Clima e Energia, a adesão aos objetivos do Acordo de Paris, a adesão à Rede C40 Cities e, desenvolvemos o Plano de Ação para as Energias Sustentáveis e o Clima (PAESC), aprovado em Câmara e na Assembleia Municipal, por unanimidade, em 2018. Para estarmos na linha da frente da concretização de uma agenda pela sustentabilidade teremos que estar como um todo. Com esta ambição lançamos o desafio à cidade, às empresas, organizações, associações, instituições, públicas e privadas, para assumirem connosco o Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020 – Ação Climática Lisboa 2030 com uma agenda ambiciosa para a próxima década, sob o mote ESCOLHE EVOLUIR: 2030 medidas para 2030”, refere a autarquia de Lisboa no Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020 – Ação Climática Lisboa 2030.

Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Foto: CML

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of