O Observatório para o Turismo Sustentável do Algarve, lançado em março de 2019, vai passar a integrar a rede mundial da OMT – International Network of Sustainable Tourism Observatories (INSTO), da Organização Mundial do Turismo (OMT), posicionando o Algarve como um destino de referência em matéria de sustentabilidade económica, ambiental e social.

O reconhecimento do observatório regional do Algarve pela OMT acontecerá dia 23 durante a Feira Internacional de Turismo de Madrid (FITUR), a feira de turismo de Madrid à qual o Algarve regressa este ano.

O Observatório de Turismo Sustentável do Alentejo era, até agora, o único representante português da rede internacional de observatórios da Organização Mundial do Turismo (OMT). A sua adesão, apoiada pela Universidade de Évora e pelo Instituto Politécnico de Santarém, aconteceu em 2018.

Os primeiros observatórios foram instituídos em 2006.

Até à adesão do Observatório para o Turismo Sustentável do Algarve havia 28 destes observatórios: 9 na China, 5 na indonésia, um na Grécia, um no México, um no Brasil, um na Croácia, um nos EUA, um na Nova Zelândia, um em Portugal, um em Itália, um no Panamá, um em Espanha, um na Guatemala, um na Argentina, um na Austrália e um no Canadá.

Num processo iniciado há menos de um ano pela Região de Turismo do Algarve (RTA), com o apoio do Turismo de Portugal e em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e a Universidade do Algarve, este observatório irá agora juntar-se à rede mundial da OMT – International Network of Sustainable Tourism Observatories (INSTO) – que envolve já a participação de países como a China, a Grécia, o Brasil, os EUA e a Itália.

“A sustentabilidade de um território pressupõe uma preocupação com os recursos naturais e com a qualidade de vida futura das populações que o habitam e visitam, sendo por isso necessário promover a coesão territorial e um crescimento económico equilibrado. O observatório regional guia-nos nesse caminho, ao desenvolver metodologias para a sustentabilidade no turismo e ao dotar-nos de conhecimento científico sobre a região. Com a sua integração na INSTO será ainda mais fácil trocar informação com os parceiros da rede, aplicar técnicas de gestão e de monitorização similares e, por fim, aumentar a competitividade turística do Algarve», considera João Fernandes, presidente da RTA.

FITUR em Madrid

O momento simbólico de reconhecimento do observatório algarvio pela OMT decorrerá na FITUR, onde o Algarve se promoverá de 22 a 26 de janeiro com um módulo de destino e treze módulos de negócio integrados no expositor de Portugal, localizado no pavilhão 4, stand 4D02.

Natureza, cultura, gastronomia, golfe e sol e mar são as apostas do Algarve para esta edição da FITUR, feira em Espanha que se assume como ponto de encontro global para profissionais de turismo de todo o mundo e que se realiza num mercado que gerou mais de 401 mil dormidas no Algarve fora dos meses de época alta em 2019 (+12,2% do que em igual período de 2018).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of