A Schneider Electric apresentou a sua nova tecnologia de controlo por voz que garante um acesso mais inclusivo à gestão de fábricas por parte de pessoas com incapacidade.

O projeto “Indústria Inclusiva” utiliza a assistente de voz Alexa para facilitar o acesso à gestão e operação industrial para pessoas com diversidade funcional. Desta forma, é possível, por exemplo, que pessoas com cegueira parcial ou total possam controlar as diferentes atividades de uma instalação industrial de forma mais rápida e eficiente, tanto para dar ordens como para receber informação sobre o estado da instalação, que também se realiza com linguagem natural.

O projeto “Indústria Inclusiva” mostra o lado mais humano da tecnologia, colocando-a ao serviço das pessoas com diversidade funcional.

Em paralelo, as pessoas com diversidade funcional motora não necessitam de estar em frente a uma máquina para poder ativá-la, apenas será necessário o acesso à Internet e a aplicação móvel do assistente virtual.

A inclusão aplica-se ainda à possibilidade de ativar, com um simples comando verbal, ações manuais que implicam um certo conhecimento sobre implementação, faz com que diversos postos de gestão industrial se tornem mais acessíveis.

Graças à tecnologia IoT, o assistente virtual permite substituir as ações físicas por comandos de voz.

Para além disso, a utilização desta tecnologia facilita em larga escala trabalho àqueles que dispõem já da experiência necessária e os conhecimentos exigidos.

Testes de conceito

Os testes de conceito serão feitos em parceria com a empresa espanhola Ilunion Lavandería y Servicios a la Hostelería aos seus serviços de lavandaria industrial.

A Ilunion Lavandería y Servicios a la Hostelería conta com 46 centros em Espanha e trabalha para as principais cadeias hoteleiras e hospitais espanhóis.

O objetivo é demonstrar como esta tecnologia, integrada nas atividades internas das empresas, pode ajudar a conseguir uma inclusão laboral plena e contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas com diferentes tipos de incapacidade.

A Schneider Electric refere estar comprometida com a consecução da igualdade de oportunidades, tanto na seleção e deteção de talento, como na incorporação e crescimento profissional: “A nossa proposta de valor define-se em três conceitos: criar uma vinculação com um propósito; ser uma empresa inclusiva e capacitar todos os nossos trabalhadores. Este projeto toca estes três pontos, dando especial ênfase à inclusão. Graças à tecnologia, podemos fazer com que todas as pessoas se sintam incluídas, parte de um projeto muito especial e no qual partilham um propósito comum”, comenta Ainoa Irurre, Europe Talent Acquisition & Mobility Vice President da Schneider Electric.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of