A Fisker apresentou um crossover elétrico durante um evento privado realizado antes da estreia oficial do modelo na mega feira tecnológica Consumer Electronics Show (CES 2020), em Las Vegas, Nevada.

O Ocean, o nome do SUV, vai competir no segmento do Ford Mustang Mach-E e do Tesla Model Y e irá estar disponível em duas configurações, com tração integral (garantida por dois motores, um por eixo) e tração 4×2.

Uma das suas particularidades do SUV é que quase se converte num descapotável. Ao selecionar o modo Califórnia, através de um botão, o condutor consegue que todas as janelas e teto do veículo abram de forma automática e em sincronia, deixando os seus ntes verdadeiramente arejados. Henrik Fisker refere que se movem nove painéis de vidro no seu SUV.

O modelo acena com 482 km de autonomia e terá um custo a partir de 37.499 dólares (sem incentivos fiscais), nos EUA, o que, com os apoios estatais norte-americanos, deverá ficar nos 29.999 dólares.

A produção e as vendas começam no final de 2021, nos EUA, com as entregas a acontecerem em 2022.

Em termos de prestações, a versão com dois motores elétricos do Ocean faz 0-96 km/h em 2,9 segundos.

O SUV dispõe de um pack de baterias de 80 kWh que garante uma autonomia entre 400 km e 480 km com uma única carga.

A Fisker tem planos para fabricar o Ocean nos EUA, Europa e China, projetando vender um milhão de unidades, entre 2022 e 2027.

O veículo possui um teto solar que permitirá recuperar até 1600 km de autonomia por ano, o que dará, segundo a marca, um adicional diário de 5 km.

Para reforçar a sua vertente sustentável, o Ocean tem no seu interior tapetes feitos a partir da reciclagem de garrafas de plástico e de redes de pesca, fazendo igualmente aproveitamento de borrachas.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of