Projetos “verdes” financiados por plataforma de investimento portuguesa

Investir as suas poupanças com bom retorno e ao mesmo tempo ajudar o ambiente? Esse é o objetivo da Go Parity, empresa distinguida agora com o galardão "Born from Knowledge".

0
252

A plataforma de investimento portuguesa de impacto “verde” Go Parity pretende tornar-se no próximo banco com um impacto significativo no meio ambiente.

Através do crowdlending, esta empresa liga cidadãos que procuram uma alternativa para aplicar as suas poupanças a projetos sustentáveis, garantindo um retorno anual fixo de 6%, segundo os seus responsáveis.

A Go Parity ganhou a distinção Born from Knowledge (BfK), atribuído pela Agência Nacional de Inovação (ANI), no âmbito da sua parceria com o World Summit Awards (WSA), da responsabilidade da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC). Os WSA são um sistema de prémios que seleciona e promove localmente a inovação digital que contribui para o desenvolvimento da sociedade. Com este prémio, a empresa vai representar Portugal no WSA Global Congress, que vai decorrer em Viena, entre 9 e 11 de março do próximo ano.

Fundada em 2016, a Go Parity conta atualmente com perto de 4.600 investidores registados, que, investindo cerca de 1,6 milhões de euros, permitiram a implementação de projetos sustentáveis, os quais já evitaram a emissão de mais de 2.065 toneladas de CO2 na atmosfera e plantar quase 94 mil árvores. O retorno em juros foi de 357,5 mil euros, no total.

Por um investimento mínimo de 20 euros, foram já implementados 34 projetos, a maioria (21) em energias renováveis e acessíveis.

“Em comum, têm o facto de serem projetos de escala comercial e/ou industrial com potencial de lucro, mas demasiado pequenos para obterem financiamento na banca tradicional. Por outro lado, são demasiado complexos para serem financiados por créditos pessoais. Recorrendo a outras fontes de investimento, a Go Parity consegue colmatar esta lacuna, permitindo o financiamento de projetos com necessidades de 25 mil a um milhão de euros. Ao mesmo tempo, possibilita o envolvimento dos cidadãos”, sublinha a empresa.

António Bob Santos, administrador da ANI (Agência Nacional de Inovação), destaca o facto da Go Parity “envolver uma forte componente de inovação de base científica e tecnológica”, possuindo “um impacto muito relevante na sociedade, ao promover a economia circular e ao impulsionar projetos sustentáveis, com um papel relevante para os públicos-alvo a que se destinam e que, de outro modo, não obteriam financiamento no sistema bancário tradicional”.

Pritesh Kotecha (Partner GoParity) com a distinção “Born From Knowledge” entregue durante o congresso da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of