Atentos às lacunas que ainda existem no mercado da mobilidade e dos transportes a Volvo passa agora a comercializar os seus camiões elétricos. Os modelos Volvo FL e Volvo FE vão ser lançados em diversos pontos da Europa, como resposta à grande procura por soluções de transportes sustentáveis em ambientes urbanos.

De referir, antes de tudo, que estes dois novos modelos elétricos foram desenvolvidos em parceria com empresas que comandam as operações a partir da Suécia. O Volvo FL Electric tem capacidade para um GVW (peso bruto do veículo) de 16 toneladas, enquanto o GVW do Volvo FE Electric é de 27 toneladas. 

O que torna estes produtos da Volvo Trucks interessantes é o facto de não serem emitidas quaisquer emissões de carbono. Outra das características mais marcantes dos camiões elétricos Volvo é o seu baixo nível de ruído. 

Todos os fatores acima referidos tornam estes veículos ideais para a circulação nas zonas urbanas. Por exemplo, o facto de não serem barulhentos faz com que estes camiões sejam os indicados para a recolha do lixo nas cidades entre o início da noite e a madrugada. A realização deste género de tarefas nestes horários impulsiona o melhoramento da logística dos transportes e a redução do congestionamento nas estradas ao longo do dia. 

Graças aos camiões elétricos passa a existir menos poluição atmosférica e sonora o que permite desenvolverem-se novas oportunidades para se planear as cidades e as infraestruturas que as integram. Estes veículos têm potencial para ser utilizados no desempenho de tarefas em zonas ambientais e nas áreas de carga interna.

O testemunho dos profissionais

Jonas Odermalm, vice-presidente de linha de produtos de eletromobilidade, afirma que “a urbanização global implica, com crescente urgência, uma logística urbana e transporte de caminhões com zero emissões e menos ruído”. 

O profissional defende também que os modelos FL e FE dão capacidade à Volvo Trucks para “atender tanto às fortes demandas ambientais quanto às altas exigências comerciais dos clientes”. O grande desafio é maximizar a carga útil ao mesmo tempo que se otimiza o driving range. 

Será nas “necessidades individuais de negócios que abrangem vários parâmetros, como ciclos de direção, capacidade de carga e análise de rotas” que se vai basear as apostas da Volvo com o objetivo de “usar a capacidade da bateria da maneira mais eficiente possível”, explica Jonas Odermalm. 

A opinião de quem já experimentou

Quem já experimentou os novos camiões com assinatura da Volvo mostrou-se satisfeito e a própria marca garante que “os condutores que colaboram nesta parceria ficaram particularmente impressionados com o desempenho dos nossos veículos”. 

Jonas Odermalm explica que apesar do feedback do cliente ter sido positivo, “a Volvo reconhece que a infraestrutura de cobrança ainda se encontra em desenvolvimento na maioria das cidades”.

O profissional refere também que “a marca está a trabalhar ao lado de parceiros públicos e privados para se chegar a acordo sobre uma estratégia a longo prazo para a expansão da infraestrutura de cobrança”, no entanto, “o ritmo de desenvolvimento desta infraestrutura precisa de ser aumentado”, confessa. 

O potencial dos veículos elétricos

Os veículos elétricos, carregados com energia proveniente de fontes renováveis, são efetivamente um passo poderoso no sentido de uma distribuição urbana mais sustentável. Contudo, não haverá uma fonte de energia singular que lide com as mudanças climáticas e todas as questões ambientais e, por isso, é importante referir que “diferentes tipos de transporte requerem distintos géneros de soluções de transmissão”, frisa o representante Jonas Odemalm. 

Para terminar, falta apenas referir que os camiões Volvo FL e Volvo FE, ambos elétricos, vão começar a ser produzidos em série já em março de 2020. Os primeiros exemplares vão ser vendidos na Suécia, Alemanha, Suíça, França, Noruega e Holanda.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of