Elétricos foram submetidos a testes de colisão com elevado grau de violência: veja os resultados

0
631

Os veículos elétricos são tão seguros quanto os automóveis com motores de combustão interna, mas os especialistas da Dekra quiseram elevar a fasquia, sujeitando os modelos Nissan Leaf da anterior geração e Renault Zoe a um teste de colisão muito mais violência e com um nível de exigência bastante superior ao que a norma de homologação impõe.

Nos crash-tests, a Dekra utilizou um exemplar do Zoe e três unidades do Leaf, tendo confirmado o seu alto nível de segurança.

Esta bateria de crash-tests foram realizados pela Dekra em parceria com a Universidade Médica de Gottingen, na Alemanha.

Os investigadores concluíram que os sistemas de alta tensão são desligados com segurança em caso de acidente, sofrendo danos comparáveis ​​aos dos veículos com motores de combustão interna. E mesmo com uma forte deformação da bateria, não houve fugas ou incêndios.

Em três dos quatro cenários de colisão, os especialistas fizeram colidir lateralmente com um poste: o Renault Zoe a 60 km/h, o Nissan Leaf (série de produção 2010-2017) a 60 km/h e 75 km/h. No quarto cenário, o impacto frontal de um Nissan Leaf foi efetuado a 84 km/h.

Padrões de danos iguais aos de outros modelos

“Os padrões de danos dos testes de colisão são comparáveis ​​aos dos veículos com motor convencional”, aponta o especialista em sinistros da Dekra, Markus Egelhaaf. “O sistema de alta tensão dos modelos elétricos foi desligado de forma confiável durante o acidente. E, apesar da enorme deformação da bateria, não houve incêndio”, clarifica.

Para este técnico, para alguém que viajasse num destes veículos apenas o impacto lateral com uma árvore a estas elevadas velocidades seria difícil de sobreviver. “Mas isso aplica-se a todo o género de automóvel, independentemente do tipo de veículo. Os fabricantes de veículos elétricos conseguiram alcançar pelo menos o mesmo nível de segurança que conhecemos nos veículos de combustão”, refere de modo concludente Markus Egelhaaf.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of