Este ano serão três os projetos promovidos pela Fundação Calouste Gulbenkian na Web Summit: o Blue Bio Value, o Hack for Good e a Maze X.

O Hack for Good – uma maratona de desenvolvimento tecnológico (hackathon) focada em encontrar soluções tecnológicas inovadoras para problemas sociais – já teve três edições de sucesso desde o lançamento da iniciativa pela Fundação Calouste Gulbenkian, em 2016.

Através do investimento na presença destes projetos na Web Summit, o maior evento de tecnologia a nível mundial, perante investidores nacionais e internacionais, a Fundação Calouste Gulbenkian demonstra o seu compromisso com a área da Tecnologia para o Impacto e o apoio para que estas equipas cheguem mais longe.

Nesta Web Summit, esses três anos de experiência vão estar compilados e expostos sob a forma de tool kit, com o objetivo de inspirar outras pessoas e capacitar outras organizações a criar o seu próprio hackathon para causas sociais, cujo fim último é encontrar soluções tecnológicas que contribuam para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Estarão também presentes no evento algumas das startups apoiadas na primeira edição do programa de aceleração Maze X, que arrancou em maio deste ano. A Maze X é uma aceleradora europeia, que tem como alvo startups de impacto de base tecnológica, apoiando startups que oferecem soluções inovadoras nas áreas de poupança de água e energia, moda sustentável, economia de partilha e integração de migrantes e refugiados.

Na Web Summit vai ainda marcar presença as 15 startups selecionadas para o Blue Bio Value, ougtro programa de aceleração de empresas ligadas à bioeconomia azul que iniciou a segunda edição a 8 de outubro.

Soluções tecnológicas

A presença das equipas (23 no total) na Web Summit servirá não só para mostrar o trabalho que desenvolveram na procura de soluções tecnológicas para os problemas do mundo – desde o consumo excessivo à desigualdade social ou a poluição dos oceanos e as consequências para a biodiversidade marinha –, mas também para angariar novos participantes e eventuais parceiros para estes programas.

Além do espaço de exibição no stand da Fundação, as startups da Maze X têm ainda acesso ao programa Alpha, que contempla também a participação na competição pitch da Web Summit, acesso a horas de mentoria e a reuniões com investidores.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of