A Mazda vai lançar o seu primeiro modelo elétrico na segunda metade de 2020, no ano em que celebrará o seu centenário.

Esse primeiro elétrico de produção em volume do construtor será o SUV MX-30, cuja estreia mundial aconteceu no Salão Automóvel de Tóquio.

O período de pré-encomendas já abriu, embora ainda não haja indicação de preços.

A versão elétrica do SUV MX-30 garante uma autonomia na ordem dos 200 km, por via de uma bateria de 35,5 kWh. Em resposta aos que consideram que se trata de um alcance modesto face aos registos que os mais recentes EV apresentam, o construtor considera que é uma cifra que permite superar a média de 48 km das deslocações diárias médias dos clientes europeus. A Mazda sublinha, inclusive, que este seu elétrico é, de resto, um automóvel com uma bateria e não uma bateria sobre rodas.

Som eletrónico

Comentando a estreia do Mazda MX-30, Yasuhiro Aoyama Presidente e CEO da Mazda Motor Europe afirma: “Concentrámos todos os nossos esforços na criação de um modelo elétrico que, antecipamos, será um segundo automóvel cuja autonomia irá ao encontro das necessidades dos clientes”, refere Yasuhiro Aoyama, presidente e CEO da Mazda Motor Europe.

De acordo com os engenheiros da Mazda, dada a importância do som na perceção do condutor do binário e da velocidade, foi desenvolvido para o habitáculo do modelo um sistema de som eletrónico, sincronizado com o binário do motor em termos de frequência e pressão sonoras, através do sistema de vetorização de binário e-GVC Plus (G-Vectoring Control Plus eléctrico). Segundo a Mazda, isto leva a menores variações na velocidade do veículo, resultando numa condução mais estável, além de satisfazer o feeling de condução de muitos automobilistas.

O modelo possui portas exclusivas do tipo Freestyle (de abertura antagónica) que fazem lembrar as do desportivo Mazda RX-8.

As portas dianteiras abrem num ângulo de 82 graus e as portas posteriores têm um ângulo de abertura de até 80 graus.

Ecrã de infotainment

No seu interior, onde pontifica um ecrã central tátil de infotainment de 7” e outro tablet inferior para o comando da climatização, destacam-se os materiais ecológicos, substituindo-se parte significativa de elementos em couro real por uma alternativa vegan. A Mazda recorreu, ainda, à cortiça de origem ambiental na consola central flutuante.

40 minutos a carregar

Para carregar o SUV elétrico MX-30 de zero a 80% são necessários 40 minutos quando se usa um carregamento de 50 kW.

A marca definiu o compromisso de incluir a tecnologia elétrica e-Skyactiv em todos os veículos fabricados até 2030, mantendo, todavia, a sua abordagem regional, abrangendo um mix energético amplo para, mercado a mercado, oferecer diferentes soluções de propulsão, dependendo do que for mais adequado para cada cliente.

No desenvolvimento de produto do MX-30, está previsto que venha a haver, mais à frente, não um MX-30 com uma bateria de maiores dimensões, mas uma variante com extensor de autonomia (com motor rotativo), através da incorporação de um pequeno motor de combustão que carrega a bateria.

A Mazda também admite no futuro uma unidade plug-in hybrid neste seu novo SUV.

Especificações técnicas do MX-30 EV
Tipo de Carroçaria SUV
Lotação 5 pessoas
Comprimento x Largura x Altura (totais) 4.395 mm × 1.795 mm × 1.570 mm
Distância entre eixos 2.655 mm
Mecânica e-Skyactiv
Suspensão dianteira Estrutura MacPherson
Suspensão traseira Barra de torção
Direcção Pinhão e cremalheira
Travões À frente Discos ventilados
Atrás Discos sólidos
Controlo Travões de cooperação regenerativa
Dimensão dos pneus 215/55R18
Bateria Tipo Iões de lítio
Células Prismática
Voltagem total 355 V
Potência eléctrica total (capacidade da bateria) 35,5 kWh
Motor Tipo AC de motor síncrono
Sistema de arrefecimento A água
Carga Carga DC Tipo COMBO
Carga AC Input máximo de 6,6 kW

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of