A Seat vai participar até 2023 no projeto “Life Landfill Biofuel”, recentemente aprovado pela Comissão Europeia, que visa a obtenção de gás renovável a partir de aterros municipais.

A Seat já tem vindo a participar noutro projeto (“Life Methamorphosis”) para obter Biometano a partir de resíduos previamente selecionados de uma exploração agrícola na região de Lérida. O novo projeto “Life Landfill Biofuel” é mais um passo, uma vez que a matéria-prima vem diretamente do aterro, sem separação prévia.

O intuito é conseguir uma gestão mais eficiente através da obtenção de Biometano a partir de uma fonte de energia autóctone e abundante, segundo um espírito de economia circular.

O projeto será desenvolvido em conjunto com outras entidades parceiras durante os próximos quatro anos e tem um orçamento global de 4,6 milhões de euros, dos quais a Comissão Europeia financia 55%.

Este projeto envolve também a FCC, Iveco, a Universidade de Granada, a Fundação Cartif, a SysaAdvance e a Gasnam. Além disso, a Seat, juntamente com a Aqualia, também desenvolveu um projeto semelhante para converter águas residuais em biocombustível.

Andrew Shepherd, diretor de projetos de gás renovável da Seat, destacou que “este projeto permitir-nos-á avançar no desenvolvimento e investigação do Biometano como combustível. O nosso objetivo final é garantir zero emissões de CO2 durante todo o ciclo de vida do veículo”.

A União Europeia limitará a 10% os resíduos urbanos que podem ser depositados em aterros até 2035. A conversão de resíduos em biocombustível para os transportes é, por conseguinte, uma possível solução para este desafio ambiental.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of