No âmbito das comemorações da Semana Europeia da Mobilidade 2019, o CEiiA, o operador de scooters elétricas Wyze Mobility e a Câmara Municipal de Matosinhos apresentaram o primeiro serviço de Scooter Sharing, no norte do país.

Este serviço, a ser implementado entre as cidades de Matosinhos e Porto, disponibilizará 30 scooters eléctricas, indo ainda recompensar comportamentos sustentáveis, pela valorização de emissões poupadas, sensibilizando os cidadãos para a necessidade de adoção de alternativas de transporte menos poluentes.

Com efeito, o serviço de Scooter Sharing da Wyze Mobility pretende acelerar os processos de descarbonização das cidades, utilizando a plataforma de sustentabilidade AYR do CEiiA para quantificar, valorizar e transacionar emissões de CO2 poupadas, através de créditos que possibilitam o pagamento de viagens na sua rede e com outros operadores de mobilidade em qualquer cidade do mundo, onde se encontrem.

Transacionar AYR

Os AYR podem ser transacionados por bens e serviços verdes, como serviços de mobilidade sustentável ou carregamento de veículos elétricos, entre outros.

Com o lançamento deste serviço de Scooter Sharing é também assinado um acordo de parceria entre a Wyze e a Riba do Brasil, que possibilita o uso de AYRs entre os dois operadores dos dois países.

No caso de Matosinhos, o município aprovou um regulamento que exige aos operadores de mobilidade suave que contribuam de uma forma explícita para o processo de descarbonização da cidade, através da quantificação das emissões poupadas pelo uso dos seus serviços, tendo por base o uso da plataforma de sustentabilidade AYR. Este é um caso de estudo a nível mundial, apresentado pelo CEiiA no Breakthrough Innovation das Nações Unidas.

Dimensão social

“Este projeto é pensado a partir de uma dimensão social e implica mudanças de comportamentos e mentalidades. Na área da mobilidade, Portugal já é uma referência mundial e vê reconhecido o seu esforço inovador, através da integração do CEiiA, no Conselho Consultivo de Breakthrough Innovation Nações Unidas”, explica Gualter Crisóstomo, Diretor de Sustentabilidade do CEiiA.

Impacto nas cidades-piloto AYR
Exemplos:

Matosinhos (1 junho – 31 agosto)

  • 12,02 toneladas de CO2 evitadas
  • 120.216 AYRs gerados
  • 130.776 km percorridos
  • 2,88 km de distância média por viagem

Gaia (1 junho – 31 agosto)

  • 5,69 toneladas de CO2 evitadas
  • 56.920 AYRs gerados
  • 61.962 km percorridos
  • 3,34 km de distância média por viagem

Estatísticas chave:

  • 55% da população concentra-se nas cidades (70% em 2050)
  • 75% do consumo de energia ocorre nas cidades
  • 75% das emissões de CO2 geram-se nas cidades
  • 25% das emissões de CO2 vêm dos transportes
  • 82% das emissões de CO2 nos transportes na UE geram-se no transporte rodoviário

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of