As inovações nos sensores dos veículos, a potência de processamento e a cartografia de alta definição têm vindo a impulsionar a evolução da condução autónoma.

Aproveitando a sua experiência e know-how em serviços de cartografia e localização, a TomTom é um dos muitos players que continua a desenvolver tecnologias pioneiras para impulsionar veículos com funções cada vez mais automatizadas.

A empresa anunciou agora três novos marcos no seu progresso em relação à condução autónoma.

1º marco: um carro autónomo para realizar testes

A TomTom anunciou os detalhes do seu último veículo autónomo de teste. O carro personalizado foi criado para testar e melhorar as tecnologias de condução autónoma da marca, tendo como base o Volvo XC90.

O veículo está dotado do TomTom High Definition (HD) Map, do TomTom Roadagrams e do serviço de transmissão de mapas TomTom AutoStream.

Willem Strijbosch, responsável pela Condução Autónoma da TomTom considera que “ter o nosso próprio veículo autónomo é uma vantagem fundamental no momento de desenvolver a tecnologia necessária para uma condução autónoma, segura e cómoda. Podemos testar continuamente a nossa tecnologia de mapas na estrada, receber insights e dados de elevada qualidade sobre o desempenho do veículo em vários cenários e, de imediato, transferir estas informações para o nosso processo de criação de mapas, potenciado pela Inteligência Artificial.”

No novo veículo estão integrados oito scanners laser, câmaras estéreo e seis radares. Este conjunto amplo de sensores permite testar diferentes configurações, que proporcionam uma perspetiva de 360 graus em redor do veículo e os dados destes sensores são processados e comparados com o TomTom HD Map, para que o veículo possa ser localizado com maior precisão.

2º marco: um milhão de veículos autónomos TomTom

A TomTom acaba de anunciar a duplicação do número de veículos de nível 1 e 2 equipados com mapas da TomTom para a condução autónoma. Mais de um milhão de veículos, tanto de passageiros como comerciais, de múltiplos fabricantes, estão agora na estrada.

O nível 1 diz respeito à automatização do controlo do movimento lateral ou longitudinal do veículo, enquanto o nível 2 se refere à automatização de ambos.

A TomTom anunciou também a conclusão de parcerias com vários fabricantes de automóveis a nível mundial, para oferecer os seus mapas HD, que incluem Europa, Estados Unidos e Ásia, assegurando assim uma forte posição no mercado da cartografia de alta definição.

3º marco: um novo parceiro de tecnologia

Por último, a TomTom anunciou um acordo com a HELLA Aglaia, fornecedor mundial de software de visualização por computador para a indústria automóvel. Esta colaboração tem como objetivo atualizar o TomTom High Definition (HD) Map em tempo real, utilizando os dados das câmaras dos veículos. O mapa HD da TomTom é uma componente crítica para uma condução autónoma segura e confortável.

Como parte desta parceria, a HELLA Aglaia irá utilizar o AutoStream – o sistema de mapas da TomTom – para aceder ao último TomTom HD Map on demand e utilizar o HD Map no veículo para uma localização mais precisa.

Além do mais, a HELLA Aglaia vai partilhar os dados das câmaras processadas com o sistema de mapeamento baseado na cloud da TomTom para uma condução autónoma, atualizando o TomTom HD Map em tempo real. Isto será conseguido mediante atualizações de mapas geradas pela comunidade, denominadas Roadagrams, que se utilizam para garantir que o HD Map reflete a realidade da estrada. Depois disso, o TomTom AutoStream devolve os dados cartográficos atualizados ao veículo. A tecnologia será demonstrada aos fabricantes de automóveis e a empresas relevantes do setor no final deste ano.

“Acreditamos que um mapa atualizado de alta-definição é fundamental para uma condução autónoma segura e confortável. Ao unir forças com a HELLA Aglaia, oferecemos aos fabricantes de automóveis e às empresas mais importantes a possibilidade de avançar para uma atualização mais rápida do TomTom HD Map”, aponta Willem Strijbosch.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of