A ANP – Associação Natureza Portugal que trabalha em associação com a WWF (ANP|WWF) congratula-se com a nomeação de um Vice-Presidente Executivo da Comissão para o “European Green Deal” (pacto verde europeu), que atuará também como Comissário para as Alterações Climáticas, e supervisionará o trabalho dos Comissários para a Agricultura, Saúde, Transporte, Energia, Coesão e Reformas, bem como Meio Ambiente e Oceanos.

Essa pasta será assumida por Frans Timmermans, cujo mandato irá vigorar de 2019-2024.

Frans Timmermans.

A presidente da Comissão Europeia eleita, a alemã Ursula Von der Leyen, pretende que a Europa se torne o primeiro continente com impacto neutro em termos climáticos, tendo criado uma estrutura de comissários centrada em três grandes temas: clima, tecnologia e economia, a cargo de três vice-presidentes executivos, Frans Timmermans (holandês), Margrethe Vestager (dinamarquesa) e Valdis Dombrovskis (letão), respetivamente.

O clima surge assim como um dos três pilares da nova Comissão Europeia.

Von Der Leyen já encarregou Timmermans de propor uma lei de neutralidade climática nos seus primeiros 100 dias no cargo.

Ao mesmo tempo, Timmermans terá a missão de planear o aprofundamento da meta de redução de emissões da UE em 2030 para 50%, a partir dos níveis de 1990.

A missiva enviada por Von der Leyen a Timmermans, na qual lhe estabelece os objetivos que pretende que sejam alcançados, consta de seis páginas e pode ser vista aqui.

Reações positivas para já

Ester Asin, diretora do gabinete de Políticas Europeias da WWF, entende que “a estrutura apresentada pela Presidente eleita da Comissão, Von der Leyen, mostra que ela está a cumprir as promessas climáticas e ambientais, dando uma grande atenção ao cumprimento do ‘European Green Deal’”.

Ursula Von der Leyen é a primeira mulher a ser nomeada para o cargo de Presidente da Comissão Europeia e assumirá funções em 1 de novembro de 2019. A sua eleição ocorre 40 anos após Simone Veil ter sido eleita a 1ª mulher e única até ao momento Presidente do Parlamento Europeu.

Na análise de Ester Asin, “Frans Timmermans assegurará também o portefólio do clima e, como tal, estará numa boa posição para assegurar que a ação climática e a proteção ambiental estão integradas em todos os outros setores, como a agricultura, energia e transportes. Será preciso que ele trabalhe em conjunto com todos os outros comissários de maneira a alcançar esta missão”, diz a WWF.

O mandato de Ursula von der Leyen terá uma duração de cinco anos e começará no dia 1 de novembro.

“A nomeação segue as promessas eleitorais feitas, e demonstra como a ação climática e a proteção ambiental são prioridades para a nova Comissão Europeia, um ato que a ANP|WWF espera ver repetido no Governo que será eleito em outubro” em Portugal, afirma, por seu lado, a portuguesa Associação Natureza Portugal.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of