A Hyundai está a lançar-se no segmento da micromobilidade, à semelhança do que a Seat (com a eXS KickScooter) e a Audi (com a e-tron Scooter) tinham feito.

Mas o construtor coreano não está apenas a colocar o seu logótipo numa trotinete existente ou com um design ligeiramente diferente. Está a introduzir novos conceitos.

Deste modo, a marca lança uma trotinete elétrica que se distingue por ter tração traseira e pelo facto da scooter ser carregada automaticamente, assim que é encaixada no veículo elétrico, numa zona específica, utilizando a eletricidade produzida durante a condução.

Tração traseira

DongJin Hyun, diretor do departamento de robótica da Hyundai afirma: “Esta é a primeira scooter aplicada em viaturas e pode vir a ser utilizada em futuros modelos da Hyundai. Queremos tornar a vida dos nossos clientes o mais fácil e agradável possível. A nossa scooter elétrica proporcionará desde o primeiro ao último quilómetro uma viagem cheia de alegria, ao mesmo tempo que reduzirá o congestionamento e emissões nos centros das cidades”.

De acordo com a Hyundai, a alteração da tração dianteira para tração traseira é fundamental para aumentar a segurança e estabilidade, uma vez que posiciona o peso na parte de trás da viatura. Além disso, os engenheiros da Hyundai adicionaram suspensão à jante dianteira para proporcionar uma condução mais suave, mesmo em superfícies irregulares.

Carregada pelo automóvel

Por seu lado, o facto de poder ser carregada pelo próprio automóvel elétrico representa a integração da micromobilidade na mobilidade elétrica proporcionada pelos EV.

Este modelo de trotinete é um concept, sendo uma evolução de outro protótipo que tinha sido apresentado na CES de 2017, com o conceito Ioniq Scooter.

Sabia que…
… o mercado de mobilidade “Last Mile” nos EUA, Europa e China deve crescer 500 biliões de dólares até 2030? Os números são da McKinsey & Company.

Esta última versão da trotinete dispõe de uma bateria de lítio de 10.5 Ah, sendo a sua velocidade máxima de 20 km/h. O seu alcance é de 20 km.

Porém, olhando para o potencial de desenvolvimento, a Hyundai afirma que idealiza instalar – no que se presume ser na próxima fase de evolução deste conceito, um sistema de travagem regenerativa para aumentar a autonomia da scooter em 7%.

Antevemos que possivelmente, a introdução de travagem regenerativa neste género de veículos poderá ser, assim, a próxima tendência das trotinetes elétricas.

O ecrã digital exibe o estado da bateria e a velocidade. Para viagens noturnas a trotinete é equipada com dois faróis LED dianteiros e com duas luzes traseiras.

Esta trotinete possui ainda outra peculiaridade: o ser dobrada de um modo que pode ser transportada debaixo do braço. O seu peso é de 7,7 kg.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of