Em setembro, a Volkswagen irá lançar no mercado português a atualização do Passat com particular foco no novo GTE com um sistema de propulsão híbrida plug-in melhorado.

O sistema combinado de 218 cv resulta da potência entre o motor turbo de injeção direta 1.4 TSI de 156 cv (115 kW) com o motor elétrico de 85 kW (115 cv), oferecendo uma autonomia totalmente elétrica de 55 km, de acordo com o ciclo WLTP (cerca de 70 km no ciclo NEDC contra 50 km anteriormente). A autonomia puramente elétrica foi assim aumentada em 40%.

Haverá duas carroçarias disponíveis, carro e carrinha.

Quanto vai custar?

Em termos de preços, a versão Limousine arranca nos 45.200€. A versão Variant custa desde 48.500€ (cerca de 5000€ a menos do que a anterior oferta GTE).

O novo Passat GTE está equipado com uma bateria de maior capacidade, aumentada de 9,9 para 13,0 kWh (um incremento de 31%).

O Passat GTE está equipado com um carregador de 3,6 kW. Na rede elétrica convencional de 230 volts/2,3 kW, a bateria (se estiver completamente descarregada) é carregada a 100% em 6h 15m. Numa Wallbox ou num posto de carregamento de 360 volts/3,6 kW, o tempo de carga é de quatro horas.

É posto à venda no mercado português em setembro

A bateria de iões de lítio está posicionada no piso do carro à frente do eixo traseiro.

Para a transmissão da potência, a Volkswagen equipou o Passat GTE com uma caixa automática de dupla embraiagem de 6 velocidades desenvolvida especialmente para uso em veículos híbridos. Outros componentes da propulsão híbrida incluem um módulo eletrónico de potência e controlo para a propulsão elétrica (que converte a corrente contínua da bateria em corrente alterna para o motor elétrico) e o carregador de bateria.

À medida dos clientes empresariais

Com o Passat GTE, a VW pretende apostar nos clientes empresariais, dadas as vantagens fiscais decorrentes do IVA e dos escalões de tributação autónoma. Assim, para além do IVA ser dedutível (já que o preço se encontra abaixo dos 50.000€), o Passat GTE paga apenas 17,5% de tributação autónoma – contra 35% de um modelo com motor de combustão interna.

Mais informações sobre todos os automóveis elétricos e híbridos plug in na nossa secção de mercado.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of