A Câmara dos Comuns do Reino Unido, o equivalente à Assembleia da República Portuguesa, está debaixo de foto depois de se ter sabido que usou mais de 600.000 itens descartáveis ​​de plástico no último ano fiscal.

Em 2018/19, na restauração da Câmara dos Comuns foram comprados 437.840 copos de café não recicláveis, 90.888 garrafas de água descartáveis ​​e 22.788 garrafas de vidro descartáveis.

Isto apesar de, ao mesmo tempo, os políticos do Reino Unido terem decretado uma taxa de 5 cêntimos a incidir sobre os sacos plásticos.

Falta de coerência e ambição

“Que tipo de liderança os nossos parlamentares estão a mostrar: debater políticas ambientais com uma garrafa plástica de água no outro lado?”, refere a ambientalista e fundadora do movimento “A Plastic Planet”, Sian Sutherland, a qual considera que este facto tornado público é uma “demonstração perfeita da razão pela qual precisamos urgentemente de nova legislação para reduzir o uso de plástico“.

De acordo com o The Telegraph, um porta-voz da Câmara dos Comuns esclareceu que desde maio de 2018, a Câmara dos Comuns tem tomado “passos positivos para reduzir o consumo de objetos de plásticos de uso único dentro da nossa própria organização”.

Em defesa do parlamento, o porta-voz da Câmara dos Comuns refere que ainda assim os números relativos ao consumo de copos de café não recicláveis, assim como garrafas plásticas de água baixaram, já que, a partir de outubro de 2018, a Câmara começou a adquirir itens equivalentes compostáveis ​​e latas de alumínio e garrafas de vidro para substituir as garrafas plásticas de água.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of